Maternidade de SP diz que vai custear internação de filha da noiva que morreu a caminho do casamento

- Anúncio -

Na noite da última quinta-feira, 19/09, a maternidade Pro Matre Paulista, SP, Bela Vista, comunicou a decisão de assumir todas as despesas da filha de Jéssica Victor Guedes, 30 anos, que foi a óbito domingo, 15/09.

O caso foi noticiado em diversas mídias. A jovem noiva infelizmente faleceu no dia do casamento, ela estava grávida de 7 meses, esperando a bebê Sophia. Jéssica e o esposo, Flávio Gonçalves, tenente da Polícia Militar, decidiram se casar antes do nascimento da filha, mas no dia da cerimônia, a noiva passou mal ao entrar na igreja.

O que parecia ser uma reação da ansiedade, por isso até a falta de ar, algumas pessoas quando entram em pânico apresentam esse sintoma, foi mais sério. A noiva precisou ser levada para o hospital, quando desmaiou. Tudo aconteceu exatamente no dia em que a Jéssica que é enfermeira estava com o casamento marcado.

- Anúncio -

A noiva sofreu um AVC hemorrágico devido a uma pré-eclampsia e teve morte cerebral. Os médicos então agiram rápido fazendo o parto prematuro da bebê para salvar a vida da menina. Para arcar com as despesas, amigos do casal se reuniram e criaram uma “Vakinha” online para conseguir o valor necessário conseguindo quase R$ 220.000 Mil Reais por falta de um plano de saúde.

Ao tomar conhecimento da situação, a maternidade Pro Matre Paulista comunicou;

- Anúncio -

“Nós da Pro Matre Paulista nos solidarizamos com a dor do Tenente Flávio Gonçalves da Costa e das famílias dele e da paciente Francisca Jessica Victor Guedes, que deu entrada na Maternidade no último sábado, 14 de setembro de 2019, com morte cerebral devido a um caso grave de eclâmpsia. Nosso compromisso é garantir que o Tenente Gonçalves possa exercer seu papel de pai e dedicar todo amor que a pequena Sophia precisa. Assim, nós da Instituição nos antecipamos para que os valores desde os procedimentos com a paciente Jessica e todo o período de internação da Sophia não sejam impedimento para a permanência da bebê em nossa UTI Neonatal e, com isso, não implicará em qualquer ônus às famílias.”

Foto: reprodução

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

“Como não morria logo, continuei dando facada”, diz assassino de Brenda

Criança é eletrocutada por cabo de lâmpada