“Eu não vou ser aquela mãe que abandona seu filho”. Mãe perdoa filho por matar brutalmente sua irmã de 4 anos e cria uma organização sem fins lucrativos para ajudar outras famílias

- Anúncio -

Ella, 4 anos de idade, foi esfaqueada 17 vezes por seu irmão de 13 anos, Paris. Quem seria capaz de perdoar o próprio filho por um crime tão atroz?

A situação que se vive verdadeiramente em cada país é difícil de compreender apenas se baseando nos noticiários, muitas informações são compartilhadas, mas só quem vive de perto, sente as emoções e dificuldades das alterações climáticas, dos serviços públicos e sistema financeiro, pode narrar com clareza.

Dentre tantos dilemas, uma mãe dos Estados Unidos, viveu uma experiência das mais terríveis, a filhinha de 4 anos de idade, a menina Ella, foi assassinada pelo próprio irmão, um rapaz de 17 anos. O crime brutal resultou na menina tendo recebido 17 facadas. Essa tragédia em família aconteceu em 2007, porém, como se trata de um assunto extremo, voltou a ser comentado.

Charity Lee, a mãe, não poderia supor que uma grave tragédia estava para acontecer dentro de casa com seus filhos, quando saiu para o trabalho.

- Anúncio -

O filho mais velho de 17 anos incentivou a babá a ir para casa, de tal modo que ela acatou a sugestão. Se vendo sozinho com a irmã, ele foi para o quarto da menina, no momento em que ela dormia no berço, Paris esfaqueou a irmã 17 vezes, matando Ella de 4 anos, de maneira covarde e cruel. Em seguida ao assassinato, o jovem ligou para o 911 fazendo pedido de urgência.

- Anúncio -

Ao ser interrogado pelas autoridades, Paris disse que estava alucinado, não matou a irmã inocente consciente, mais tarde o rapaz contou a verdadeira motivação do crime, ele queria punir a mãe, fazer com que ela se sentisse mal, pois ele tinha a intenção de destruí-la por raiva pelo fato dela abusar das drogas que fazia uso.

Em meio a tanta dor, a mãe de Paris conseguiu reunir forças e perdoar o filho. Charity terá que conviver com essa dor, mas é mãe e sentiu no coração, que apesar da absurda crueldade, ele agiu como um animal feroz, principalmente após ter conhecimento do diagnóstico que aponta Paris como sociopata, também muito inteligente, com Q.I. 141. Depois a mãe descobriu que o pai de Paris foi diagnosticado com esquizofrenia paranoide.

Charity teve outro filho em 2013, o filho mais velho não está autorizado a conhecer o irmão, por medida de segurança da vida da criança.

Age 4…at the skatepark.

Gepostet von The ELLA Foundation am Donnerstag, 18. August 2011

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marina Ruy Barbosa e Bruno Gagliasso não se falam mais nos bastidores de novela

Pai espanca bebê de um mês por ser acordado com seu choro