in

Bolsonaro decide demitir Mandetta do Ministério da Saúde

- Anúncio -


O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pode ser demitido do cargo ainda hoje, segunda-feira, 06/04. O presidente Jair Bolsonaro deverá anunciar a exoneração do ministro a qualquer momento, segundo o jornal O Globo que, segundo a reportagem, o ministro Mandetta está sendo preparado para o momento do anúncio da exoneração oficial no Palácio do Planalto.

Sendo oficializado hoje, pelo presidente Jair Bolsonaro a decisão de oficializar de demitir o ministro Mandetta, a publicação no diário Oficial será em edição extra. O presidente convocou uma reunião às 17 horas, convocando todos os ministros para a presença, inclusive o ministro da saúde.

O Globo divulgou a notícia, após confirmação por parte de dos funcionários auxiliares do presidente Bolsonaro sobre a exoneração de Mandetta.

- Anúncio -
- Anúncio -

A reportagem do O Globo também informou que um dos nomes mais cotados para assumir a pasta do Ministério da Saúde é o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), ex-ministro da Cidadania, segundo foi apurado pela equipe do jornal. E que o presidente Bolsonaro teria almoçado com os ministros Jorge Oliveira (Secretaria Geral), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Walter Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Os auxiliares de Bolsonaro teriam dito que o presidente fez diversas criticas ao ministro Mandetta, de modo que a permanência dele no cargo chegou ao ponto de ser insustentável, não tendo a aprovação do presidente Bolsonaro no que diz respeito a atuação do ministro da saúde com o novo coronavírus.

Fonte: O Globo


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Olavo de Carvalho pede a saída de Mandetta do governo Bolsonaro

Ministério da Saúde vai ampliar uso da cloroquina para todos os internados por Covid-19