Após 70 anos juntos, casal morre de mãos dadas com minutos de diferença

- Publicidade -

Essa é uma daquelas histórias que dão um ‘calorzinho’ no coração, e mostra que quando duas pessoas se amam e se respeitam, o que elas mais querem é estar juntas, seja onde for.

- Publicidade -

A jornalista Amanda Plattel publicou uma matéria no jornal Daily Mail contando a história de amor dos próprios pais, depois da morte dos dois.

- Publicidade -

Ela conta que os dois estavam morando me um lar para idosos pois precisavam de cuidados especiais, Francis tinha 92 anos e Norma tinha 90.

“Em uma noite de janeiro, os enfermeiros notaram que minha mãe tinha dificuldades de respirar e meu pai estava mais agitado do que o normal. Ela voltou 10 minutos depois para checar e os dois estavam mortos lado a lado segurando as mãos. Eles se foram juntos. Em paz. Como queriam. Os médicos não conseguiram saber quem se foi primeiro. Seus atestados de óbito têm exatamente a mesma data e horário”, escreve Amanda.

- Publicidade -
- Publicidade -

Ela explicou que Norma estava sofrendo do Mal de Alzheimer há anos, e no final já não conseguia se comunicar, apesar de ela ter ido morar no Lar de Idosos, Francis ia e passava todos os dias lá com ela.

No ano passado, ele teve um infarto e eles decidiram que era melhor ele ficar la junto da esposa, assim os dois ficariam mais pertinho e contavam com os cuidados dos enfermeiros 24 horas.

- Publicidade -
- Publicidade -

Eles viveram juntos por 70 anos, sempre inseparáveis. Mesmo nos piores momentos“, disse a filha do casal.

– Publicidade –

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -