Vídeo: Drauzio Varella pede desculpas à família do menino estuprado e morto por Suzy

- Anúncio -

A polêmica matéria que foi exibida no “Fantástico”, do dia primeiro de março, conduzida pelo doutor Dráuzio Varella, foi repudiada na web.

Um pedido de desculpas gravado pelo médico foi compartilhado hoje no Twitter, ele pede desculpas à família.

O foco da entrevista era abordar como vivem as pessoas trans e travestis que estão cumprindo penas nas prisões, alocados na ala masculina.

- Anúncio -

Trabalhando há anos como voluntário em prisões no Brasil, desde 1985, Dráuzio Varella faz esse trabalho de atendimento médico, ele contou que, o primeiro dia em uma prisão, foi no dia da rebelião em Carandiru.

Após anos de experiência em atendimento no sistema prisional, ele disse que; como médico, nunca procurou saber o motivo da prisão dos detentos, o mesmo aconteceu na matéria especial que fez para o programa Fantástico da Rede Globo.

Ao conversar com a transexual Suzy Oliveira, o médico a ouviu dizer que está há 8 anos sem receber visitas, ele abraçou a detenta e o assunto se tornou um dos mais comentados, a maioria dos comentários foi de comoção, querendo saber como enviar cartas.

No último domingo, o motivo da prisão de Suzy foi divulgado, estuprou um menino de 9 anos, depois o matou e deixou o corpo apodrecendo por 48 horas.

A matéria recebeu repúdio da sociedade, por conta do crime hediondo cometido por Suzy. A mãe da vítima já falou em entrevista que está indignada com a matéria.

- Anúncio -

Em nota, primeiro o doutor Drázio se manifestou; hoje um vídeo foi postado com pedido de desculpas.

Nota: “Há mais de 30 anos, frequento presídios, onde trato da saúde de detentos e detentas. Em todos os lugares em que pratico a Medicina, seja no meu consultório ou nas penitenciárias, não pergunto sobre o que meus pacientes possam ter feito de errado. Sigo essa conduta para que meu julgamento pessoal não me impeça de cumprir o juramento que fiz ao me tornar médico. No meu trabalho na televisão, sigo os mesmos princípios. No caso da reportagem veiculada pelo Fantástico na semana passada (1/3), não perguntei nada a respeito dos delitos cometidos pelas entrevistadas. Sou médico, não juiz.” Drauzio Varella.

- Anúncio -

Fonte: O Antagonista


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As 3 meninas de Sylvester Stallone cresceram e se tornaram as moças mais lindas que você já viu

Força e superação: Ana Furtado comemora fim de tratamento contra câncer: ‘Eu venci!’