in ,

Vale soube de problemas em sensores de Brumadinho dois dias antes do rompimento de barragem

- Anúncio -

Polícia Federal encontrou e-mails trocados entre profissionais de duas empresas de segurança da barragem que mostram que dois dias antes do rompimento, a Vale já havia identificado problemas nos dados de sensores responsáveis por monitorar a estrutura.

O rompimento da barragem 1 Mina do Córrego do Feijão aconteceu no dia 25 de janeiro, mas agora a Polícia Federal encontrou uma troca de emails de funcionários de empresas de segurança da barragem que trabalhavam para Vale, e neles, falavam sobre problemas apresentados nos sensores responsáveis pelo monitoramento da estrutura.

Para a polícia o engenheiro disse que se sentiu pressionado a assinar o laudo que declarava a estabilidade da barragem.

- Anúncio -

A TV Globo teve acesso aos depoimentos prestados por dois engenheiros da empresa TÜV SÜD, André Jum Yassuda e Makoto Namba, responsáveis por laudos de estabilidade da barragem.

- Anúncio -

Os advogados Augusto de Arruda Botelho e Brian Alves Prado, que defendem os engenheiros, disseram que não vão comentar.

Yassuda e Namba foram presos pela Polícia Federal na semana passado. Nesta terça-feira (5), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que eles fossem libertados.

Fonte: G1


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

NASA em estado de atenção: asteroide descoberto semana passada fará aproximação da Terra amanhã

Professora é encontrada abraçada à cachorrinha em lama de Brumadinho