Polícia divulga foto atual de criança que ficou presa no armário por 6 anos

- Anúncio -

Os pais da menina estão presos até hoje

Esse caso causou muita revolta, a garotinha Lauren Kavanaugh foi vítima de um casal cruel, que não teve compaixão ao trancar uma criança de somente 6 anos de idade dentro de um armário na casa, nas piores condições que se possa imaginar. Para piorar, a mulher é a própria mãe biológica de Lauren. Barbara Artkinson e o companheiro, padrasto da menina, torturaram e deixaram uma criança a própria sorte.

A polícia encontrou Karen desnutrida, trancada no armário, tinha sofrido abusos de todos os tipos, sexuais, psicológicos, além de marcas de que o casal costumava bater nela. Também foi identificado marcas de cigarro, o que sugeriu da mãe e padrasto ter realizado torturas apagando cigarro na pele da menina.

Lauren não sabia utilizar o lápis, usava fraldas, apesar da idade, como também tinha dificuldade de sentar em uma mesa.

- Anúncio -

O casal tentou impedir a entrada dos policiais na casa, mas eles foi feita uma denúncia e foram preparados para fazer a busca na casa, então o casal não pôde impedir. A mãe biológica da menina e o padrasto foram presos em flagrante e receberam sentença no julgamento, de prisão perpétua.

A história da menina Lauren é comovente, ela morou em um lar adotivo até a idade de 1 ano e 8 meses, a partir daí, a menina teve de voltar para a casa da mãe, pois a mulher alegou arrependimento de ter optado de entregar a filha para adoção.

- Anúncio -

 O que aconteceu com e menina Lauren?

A menina cresceu e agora é uma jovem de 25 anos, infelizmente, ela ainda carrega a dor e o trauma da violência sofrida quando criança. Lauren recebeu ajuda psicológica, como deve ser nesses casos tão difíceis, mas é difícil prever como cada indivíduo irá reagir durante a vida.

A polícia do Texas fez uma revelação triste, Lauran estava presa acusada de ter abusado sexualmente de uma adolescente de 14 anos. Na delegacia a jovem assumiu o abuso, contou ter conhecido a garota de 14 anos na rede social Facebook onde durante meses mantiveram conversas sobre abuso sexual na infância.

A polícia acredita que outras adolescentes podem ter sido abusadas por Laren, por isso pede que, caso tenham vítimas, que as mesmas procurem a polícia.

“Espero um dia ter uma vida normal. É claro que a minha vida nunca foi normal. Eu não quero ser como os meus pais. Esse é o meu foco. Eu tenho medo de virar o que eles eram, porque todos os dias eu sinto isso. Eu tenho aquela raiva dentro de mim como a minha a mãe”, disse em entrevista a Lauren ao Dallas Morning News.

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ovo de Páscoa recheado na travessa – Uma receita de dar água na boca; aprenda!

Desesperada, Luisa Mell teme parar na cadeia após salvar animais em Brumadinho: “Se eu sumir por aqui é que fui presa”