“Pode ter sido qualquer pessoa, até o médico”, afirma mãe de bebê que morreu dentro do hospital após contrair herpes

Uma bebê de apenas 8 dias teve sua vida interrompida depois de um gesto aparentemente inofensivo. Você sabe proteger um recém-nascido?

Toda mãe de primeira viagem fica um preocupada com os cuidados do bebê, algumas chegam a impedir que alguém pegue a criança no colo por mais de 1 minuto. Esse comportamento não é raro, claro que as avós ou as mulheres na família, assim como amigas mais próximas, que já são mamães, pode ajudar orientando como a nova mamãe pode cuidar do filho recém-nascido.

Se de um lado, os cuidados parecem excessivos, por outro é muito importante, que as pessoas ao ter contato com um bebê recém-nascido, tenham atenção a higiene, por exemplo, lavar as mãos antes de pegar a criança, não ficar perto se estiver com gripe, resfriado ou qualquer outra doença que seja viral. Nessa fase da vida, a criança não possui defesas contra nenhuma doença, por isso o calendário de vacinação deve ser obedecido rigorosamente.

A história de Aliza Rose Friend, de apenas 8 dias de vida, serve como um alerta. Ela foi a óbito após ter contraído o vírus do herpes. Bastou um gesto inocente de carinho, para a criança ser contaminada com o vírus. Uma pessoa desconhecida deu um beijinho na recém-nascida e foi o suficiente para transmitir o vírus HSV-1.

A mãe da bebê ficou em choque, ela contou que a filha estava saudável, nasceu perfeita sem comprometimento de saúde, porém depois de 36 horas do nascimento, a pequena teve febre, que foi aumentando, então passou a rejeitar o leite materno, conforme foi explicado em entrevista ao Daily Mail.

Em poucas horas o quadro de saúde do bebê piorou, depois se agravou, até que o médico deu a pior notícia para uma mãe; a pequena Aliza Rose teve morte cerebral. Os médicos informaram a família que ela havia sido beijada por alguém que tem herpes, mas também essa pessoa pode não ter lavado as mãos.

“Podia ter sido qualquer pessoa, pode ter sido até um médico”, afirmou a mãe.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇