Pai desabafa: “Minha bebê morreu porque alguém a segurou sem lavar as mãos”

O desabafo triste de um pai nas redes sociais após ter perdido sua filhinha, a bebê recém-nascida, é também um alerta para todos.

Se uma pessoa tivesse tido o cuidado de lavar as mãos antes de segurar a pequena Mallory, certamente o pai, Jef Gobber  não estaria sofrendo com a dor do luto do falecimento da menina.

”Eu tenho estado calado desde a morte da minha filha Mallory. Eu levei mais de um mês para escrever isso, eu resolvi escrever para impedir que outra pessoa passe pelo mesmo, se não falasse eu seria negligente ao não falar.

Se você tiver um bebê recém-nascido, ou estará por perto de um bebê novo, lave muito bem suas mãos.

Se alguém quiser segurar o seu bebê, certifique-se de que eles lavaram as mãos primeiro. Então faça com que lavem novamente.” Desabafou o pai na rede social.

Os bebês não possuem defesas no organismo que seja capaz de protegê-las, os recém-nascidos estão em fase de desenvolvimento, precisam receber as vacinas no período certo, conforme orienta o Ministério de Saúde como medida preventiva, mas isso não significa que ainda estejam prontas para tudo, além disso, essa proteção vacinal acontece em doses de acordo como crescimento da criança.

A pequena Mallory foi contaminada com herpes labial. Imagine uma criança recém-nascida contrair o vírus Simplex Virus-1 nos primeiros dias de vida. Ela não foi beijada na boca, estava o tempo todo supervisionada pelos pais. Eles disseram que ela passou a colocar os dedinhos na boca e desse modo o vírus entrou na cavidade bucal.

A recém-nascida começou com sintoma de febre que foi piorando com o tempo, em seguida bolhas surgiram e o quadro da doença evoluiu e infelizmente a bebê não resistiu.

A recomendação é a de sempre lavar as mãos antes de segurar um bebê, é um simples ato que pode evitar contaminação e salvar uma vida..


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇