Mulher com síndrome de Down engravida de pai com deficiência mental e milagre acontece

- Anúncio -

É um engano pensar que a deficiência mental em uma pessoa, a torne incapaz de ter relacionamento amoroso, claro que tudo depende do estágio e do tipo de doença, mas em muitos casos, portadores de deficiência mental já surpreenderam pela capacidade que demonstraram ter para exercer funções de trabalho e até despertar a criatividade nas artes.

A vida amorosa de casais portadores de deficiência mental sempre chama a atenção, mas a história desse casal é um milagre. Conheça agora:

Quando pequenos, Fábio Marchetti e Gabriela Andrade frequentavam a escola da APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais. Ela com síndrome de Down, ele com retardamento mental.

- Anúncio -

Os anos passaram, Fábio e Gabriela cresceram tentando ter uma vida o mais próximo possível das normalidades, considerando pessoas que não apresentam deficiência mental.

O apoio da família é muito importante para que as crianças portadoras de deficiência consigam vencer os desafios, que são muitos, em relação à vida social, profissional e amorosa.

Hoje em dia se pode dizer que houve um progresso importante, os portadores de deficiência tiveram aumento na longevidade e estão conseguindo se inserir no mercado de trabalho, nas escolas inclusivas, o que é ótimo para permitir que essas pessoas tenham melhor qualidade de vida.

- Anúncio -

Voltando aos jovens, Fábio e Gabriela, o médico informou a família o diagnóstico do estado de saúde reprodutiva de Gabriela, afirmando que ela não seria mãe por seu organismo não ter condições de engravidar.

O milagre aconteceu, Gabriela estava grávida.

A família descobriu que Gabriela estava grávida quando ela estava com 6 meses de gestação, antes disso, ninguém imaginou tal possibilidade, a única diferença é que Gabriela estava engordando um pouco.

O jovem casal ficou tão feliz com a notícia, que parecia um sonho esperado por eles.

- Anúncio -

A gerente da Federação Espanhola da Sindrome de Down, Mary Agostinho, disse: “Homens com Down tendem a ser estéreis, e a probabilidade de as mulheres engravidarem é de 50%”.

Em todo o mundo apenas  50 mulheres  com síndrome de Down conseguiram ser mãe, engravidar e dar a luz contando com Gabriela.

A bebê Valentina, nasceu sem nenhuma síndrome, ou seja; ela é perfeitamente saudável, sem nenhuma herança genética dos pais em relação a deficiência.

Fábio e Gabriela se casaram no ano seguinte, em 2009, em São Paulo.

A menina Valentina está bem, com 10 anos de idade e vive feliz com a família.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher mata empregada com tiro na cabeça após descobrir que era amante do marido

Mulher realiza o sonho de ser mãe após amiga ser barriga solidária