Megatrilha de 3 mil km vai conectar Rio de Janeiro ao Rio Grande do Sul pela mata atlântica

Fazer um longo percurso a pé entre o estado do Rio Grande do Sul e o Rio de Rio de Janeiro, pode ser ótima opção para quem acha as despesas com passagens muito altas.

Para algumas pessoas, fazer uma megatrilha de 3 mil km, seguindo o Caminho da Mata Atlântica, nome dessa trilha que se tornou conhecida, seja uma grande solução. O local está em processo de avaliação e criação pelas Federações de montanhistas regionais, ICMBio, CBME, Abeta, órgãos estaduais e outros grupos locais, todos liderados pela da WWF-Brasil.

Muitos voluntários estão engajados nesse projeto do Caminho da Mata Atlântica, que teve início no ano 2012.  A proposta é começar pelo Parque Nacional Aparados da Serra, no Rio Grande do Sul, seguindo por áreas de preservação nos estados de Santa Catarina, Paraná e São Paulo até chegar ao Rio de Janeiro no Parque Estadual Desengano.

A criação da Megatrilha poderá ser conectada a muitas outras trilhas de maneira sustentável, permitindo que após a conclusão, pessoas possam fazer o trajeto de bicicleta a pé ou a cavalo. Para quem gosta de aventura será uma grande oportunidade percorrer a megatrilha.

O percurso priorizou as áreas protegidas e outras trilhas existentes, possibilitando caminhos alternativos, considerando ambientes adequados para os aventureiros pernoitar, oferecendo apoio por meio das estruturas próximas.

A ideia da megatrilha foi inspirada na trilha de Appalachian Trail, capaz de ligar 90% ou mais das áreas de preservação nos Estados Unidos.

No Brasil, a proposta é possibilitar que 70 municípios sejam ligados pela megatrilha.

Esse é um dos projetos mais ousados no Brasil, em se tratando de trilha. Com tudo organizado, as pessoas poderão desfrutar de uma aventura com segurança, desde que observe as informações de segurança, que as instituições responsáveis irão informar. Por mais experiente que seja em trilha, o cuidado com a segurança é fundamental para dar tudo certo.


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇