Mãe dá à luz a filha depois de 40 horas de trabalho de parto, depois a médica olha entre as pernas e fica congelada  

- Anúncio -

Desejando ter uma gestação tranquila e sem maiores problemas, Nicole Ziesemer e o esposo Matthew seguiram todas as orientações médicas durante o pré-natal, mas decidiram que o parto seria realizado por uma parteira experiente na própria casa do casal.

Eles optaram em não fazer acompanhamento com exames de ultra som, então não sabiam o sexo do bebê.

Mesmo tendo planejado o parto em detalhes, o casal teve imprevistos que, por muito pouco o que seria algo natural não se transformou em tragédia.

- Anúncio -

Segundo o planejamento, Nicole daria a luz no final do mês de janeiro, mas foi surpreendida com o rompimento da bolsa dia 29 de dezembro.

A futura mamãe e o marido precisaram fazer as malas e seguir o mais rápido possível para o hospital, embora quisessem ter o filho em casa, mas foram pegos de surpresa e não poderiam esperar.

Nesse dia fazia muito frio e o casal ficou preso em meio à tempestade de neve, sem que conseguissem prosseguir para a maternidade.

- Anúncio -

Em meio a toda tempestade, Matthew se esforçou para limpar o caminho de um modo que pudessem passar. Eles só deram entrada no hospital muito tempo depois na sexta-feira.

O trabalho de parto durou até o dia seguinte, no sábado. Nicole sofreu por mais de 30 horas, enquanto o marido entrava em desespero ao ver a mulher e o filho correndo riscos.

Nicole se recusou a tomar medicamentos para dor, pois já que não poderia fazer o parto normal, então queria algo que se parecesse com outras mulheres que conseguem dar a luz naturalmente.

Após horas, o casal abriu mão do que queria e a gestante fez uso do medicamento para indução do parto que aconteceu 48 horas após o início do trabalho de parto.

- Anúncio -

Blakeley, a filha do casal não demorou a nascer, um bebê saudável, porém, cerca de uma hora depois, nasceu Cade, o menino.

Surpresa, sem qualquer imaginar que estava grávida de gêmeos, dissse Nicole; “A primeira coisa que pensei depois de dar à luz o segundo bebê: ‘Oh, merda! Precisamos de um segundo berço, um segundo assento de carro, um segundo tudo “.

 

 

 


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Limpeza de intestino e fígado: retire quilos de toxinas do seu corpo em apenas 1 semana

Para se vingar do ex, mulher deixa cachorro sem comer por 1 mês.