Foto de bebê ao lado das cinzas de seu irmão gêmeo emociona web

- Anúncio -

A foto do recém-nascido ligado as cinzas do irmão gêmeo falecido, recebeu prêmio de melhor fotografia.

Cherie Ayrton é uma mãe neozelandesa, que engravidou de gêmeos, porém no quinto mês de gestação descobriu que Johnny um dos meninos, havia morrido dentro de seu útero. Para preservar a vida de Tiger o outro gêmeo que estava saudável, ela precisou ficar com o natimorto dentro da barriga até o final da gestação.

Em seguida depois do parto, o corpo de Johnny foi cremado e suas cinzas depositadas em uma urna que ficou com a família.

- Anúncio -

Quando Cherie procurou uma fotógrafa para registrar os primeiros dias de vida de Tiger, ela contou sua história. Foi então que a fotógrafa Sarah Simmons, teve a ideia de homenagear a memória do gêmeo falecido em uma foto que demonstraria que de alguma forma os dois irmãos ainda estariam conectados.

Então a profissional colocou Tiger evolvido a um tecido ajeitado de forma que representasse o cordão umbilical e o ligou a urna com as cinzas de Johnny. Cherie disse que ao saber da ideia de Sarah, não fazia a menor de como ela conseguiria fazer que os dois parecessem ainda liados dividindo o mesmo útero, mas que ao ver o resultado ficou extremante emocionada.

“A ideia era mostrar que eles ainda estavam conectados e compartilhavam o mesmo útero”, diz Cherie.

A mãe ressalta que ficou muito orgulhosa de saber que a foto de seus filhos fosse premiada, mas que nada disso poderia apagar a dor de perder um filho. Mas quer acredita que ao compartilhar sua história com o mundo, outras mães e famílias que passam pelo mesmo problema poderão ter um pouco de conforto, ao não se sentiram tão sozinhas.

“Eu estou muito orgulhosa e honrada pelos compartilhamentos e talento incrível de Sarah. Estou muito feliz por ela e pelo seu sucesso. E, embora a foto seja dramática, ela ajuda outras mães que estão passando por um momento parecido. “Recebi muitas mensagens e gosto de saber que a memória do meu filho pode ajudar outras famílias a passar pelas suas próprias jornadas”, disse Cherie ao site Stuff.

- Anúncio -

O registro foi tão inédito e emocionante que ganhou ganhou o maior prêmio internacional “Mestres de Fotografia 2018”, na categoria recém-nascido. A foto foi escolhida entre 7 mil inscritas.

 

- Anúncio -

Cherie com Tiger (Foto: Sarah Simmons)


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

“Um cartão de dia dos pais me fez descobrir a vida dupla secreta do meu marido”

A forma dos alimentos é igual aos órgãos que eles curam