‘Ela sempre batia nos filhos’, diz avó de crianças esfaqueadas pela mãe no Piauí

- Anúncio -

Mulher atingiu os filhos de 1 e 2 anos com golpes de faca em Demerval Lobão na segunda-feira (4). A avó conta como tudo aconteceu.

Na última segunda-feira (4), Jacilene Maria Pereira, 27 anos, que esfaqueou os filhos de 1 e 2 anos, em Demerval Lobão, a 34 km de Teresina, no Piauí.

A própria mãe de Jacilene, Jovenilha Macêdo, conta como tudo aconteceu.

- Anúncio -

“Ela sempre batia nas crianças. Não deixava eles brincarem aqui em casa. Meu neto vivia assombrado, porque quando chegava aqui ela já gritava com ele para ir pra casa. Estou revoltada com o que aconteceu, acabou com minha vida e com a dela”.

“Eu não vi nada porque a porta estava trancada. Eu estava sentada aqui em casa quando as crianças começaram a chorar. O pai bateu na porta pedindo para ela abrir e começou a dizer que minha filha estava matando as crianças. Até que ele resolveu arrombar a porta. Quando conseguimos entrar, vi que meus netos estavam cheios de sangue”.


A avó continua a narrativa do dia que quase viu os netos mortos pela própria filha. “A menina nem chorava mais. O pai pegou um no colo e eu peguei o outro. Saímos correndo pedindo ajuda. Até que eu não consegui carregar e entreguei para a outra avó”.

Ela disse que a filha cuidava muito bem das crianças, mas que quando se estressava era agressiva, e que a filha teria esfaqueado as crianças porque o marido queria sair de casa.

“Soube que ela tinha brigado com o marido no domingo, porque meu genro não dormiu em casa. Ele me disse que iria separar dela, pois não aguentava mais. Ele disse que estava cansando de apanhar da mulher. No domingo, ela trancou a porta e foi dormir na casa do pai dela e ele na casa da mãe dela”, contou.

A delegada Lucivânia Vidal, da Central de Flagrantes de Gênero, informou que a mulher não tinha histórico de negligência ou de maus tratos contra os filhos.

- Anúncio -

Em depoimento à Polícia Civil, o pai das crianças afirmou que ela era uma “boa mãe”.

- Anúncio -

Estado de saúde das crianças
O menino de 2 anos e 7 meses esfaqueado pela mãe teve alta do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) nessa quarta-feira (6). Já a irmã dele, uma menina de 1 ano e 4 meses, segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com estado de saúde delicado.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turma da Mônica original visita escola após versão humilde ter virado meme na internet

Pai que torturou e matou bebê diz à polícia que ficou irritado com choro da filha