Desidratação em bebês: Mulher faz apelo a todas as mães sobre os riscos fatais de uma amamentação incompleta

- Anúncio -

Mãe de primeira viagem só queria poder voltar no tempo e dar uma mamadeira para o filho.

Perder um filho é sempre algo trágico para quem é mãe, não importa se por morte natural ou não. O que ela sabe é o que sente e sente que não poderá mais ter seu filho nos braços para cuidar, amamentar, se for pequeno, fazer a comida que ele mais gosta quando crescer, independente da quantidade de filhos que teve.

O bebê do casal Jillian Johnson e do marido Jarrod, nasceu em perfeitas condições de saúde. Essa é a maior preocupação de todos os pais, inclusive para a mamãe que segue todas as orientações médicas, é o bebê vir ao mundo bem, essa é a maior felicidade e alívio. Mas para esse casal de primeira viagem a alegria não durou muito tempo, eles passariam por uma terrível “tormenta”, a qual não poderiam imaginar.

Como mãe de primeira viagem, Jillian Johnson estava vivendo sua primeira experiência como mãe, embora muito atenta e curiosa a tudo sobre bebês, ela conversou com as enfermeiras que o bebê Landon parecia estar sempre com fome, puxando o peito dela o tempo todo e isso a deixou preocupada. O bebê também estava chorando muito, praticamente o tempo todo em que estava acordado. As enfermeiras disseram que estava tudo dentro das normalidades para um recém-nascido.

- Anúncio -

A mãe disse; “ele tinha um bom peso e estava indo bem”.

Jillian sofre de síndrome do ovário policístico, que segundo os médicos esse problema pode dificultar a produção do leite materno.

Depois de um tempo, o bebê Landon começou a perder peso, de início emagreceu 10% do peso que estava. Como é considerável possível acontecer com os bebês, nenhum profissional do hospital alertou os pais achando se tratar de algo comum.

- Anúncio -

Passadas 12 horas após a lata, os pais retornaram ao hospital cm o filho, Landon teve parada cardíaca e precisou ser internado na UTI. O bebê foi diagnosticado com desidratação e não resistiu.

“O melhor conselho que ouvi de um médicos, enquanto [Landon] estava na UTI, foi que o leite materno é a melhor opção, mas juntamente com a mamadeira!, disse a mãe.

O caso aconteceu em 2012, porém, por conta da dor, Jillian Johnson não conseguia lidar com a tristeza, só depois e muito tempo conseguiu participar de um blog contando um pouco o que passou.

Foto: reprodução

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sono dos pais só se recupera seis anos após nascimento do filho

Precisamos de menos Whatsapp e mais abraços