Criador do desafio da rasteira pede desculpas: “Eu errei”

A internet vive tomada pelos ‘desafios’, alguns deles nobres como o do balde com água gelada que tinha o objetivo de chamar atenção para necessidade de tratamento para uma doença.

Advertisements

Existem também os desafios mais simples que são de postar fotos em situações especificas como mães no dia do nascimento dos filhos, ou onde a pessoa se sente bela.

Mas em alguns casos esses desafios passam do limite do que é aceitável e até mesmo saudável.

O problema que os jovens cada vez mais sedentos por likes, fama e aceitação nas redes sociais, inventam coisas que são perigosas e que influenciam outros jovens e crianças a fazer o mesmo.

Esse foi o caso do desafio da rasteira, que tomou conta da internet e já começou trazendo sérias conseqüências como a morte de uma menina por traumatismo craniano.

O “desafio da rasteira” foi uma criação do youtuber Robson Calabianqui, de 23 anos, conhecido na web como Fuinha. Robson divulgou um vídeo no Tik Tok e no Instagram onde aparece, ao lado de um amigo, dando a rasteira na própria mãe.

Em seguida vários adolescentes reproduziram o vídeo e postaram nas redes sociais.

Agora, depois de muitas polêmicas e acidentes onde alguns saíram feridos, o youtuber veio à público pedir perdão e dizer que as pessoas não façam mais o desafio.

– O vídeo parece ser engraçado vendo a partir daí, né? Mas vocês sabiam que eu poderia ter perdido a minhã mãe por causa dessa brincadeira? Ela poderia ter batido a cabeça e sofrido traumatismo craniano ou qualquer uma outra lesão irreversíveis na vida dela. E por conta disso estou muito arrependido por ter postado esse vídeo. Em nenhum momento eu pensei que ele seria um viral dessa proporção. O vídeo era para ser apenas mais um meme de entretenimento na internet. Assim como outras trollagens que eu sempre fiz, o meu intuito sempre foi de alegrar vocês. Em nenhum momento eu pensei que isso ia tomar uma proporção para machucar pessoas – desabafou.

Com mais de 2 milhões de inscritos no YouTube e mais de 1 milhão de seguidores no Instagram, Fuinha pediu que não compartilhem mais o vídeo – que já foi excluído de suas redes – e nem sigam com a brincadeira.

– Como influenciador eu errei, como humorista eu falhei. Eu peço desculpas a todos vocês que compartilharam esse vídeo e riram disso. Atualmente essa brincadeira tem prejudicado muitas pessoas e machucado seriamente muitas pessoas. Então quero pedir de coração, não propaguem mais vídeo. Não deixe que isso cause uma consequência a outras famílias muitas vezes irreversíveis, tá bom? Grande beijo – finalizou.

Written by Ana Richa

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *