Coronavírus: 2 milhões de profissionais de saúde, segurança e familiares podem se infectar, diz Saúde

- Anúncio -

Em todos os países com registro do novo coronavírus, há confirmação de profissionais de saúde infectados pelo Codiv-19, que contraíram a doença nos locais de trabalho. 

Os números são preocupantes, entre médicos, enfermeiros, técnicos de laboratório, auxiliar de enfermagem e todos os outros profissionais que trabalham na saúde, incluindo os seguranças e os familiares desses profissionais, já são mais de 2 milhões infectados pelo novo coronavírus.

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, o Ministério da Saúde, acredita que a estimativa do número possa subir, representando um grande risco, mas o Ministério de Saúde ainda não conseguiu distribuir mais do que 500 mil testes rápidos, a intenção e disponibilizar mais testes.

- Anúncio -

Com a realização dos testes rápidos, as chances de detectar uma possível contaminação mais cedo, o profissional poderá ser tratado e não irá contaminar seus familiares, embora todos estejam conscientes de que precisam manter uma distância segura.

- Anúncio -

O secretário Wanderson de Oliveira, 3 diretores, um coordenador e um secretário do Ministério da Saúde, estão preocupados com as informações das estimativas, que são altas, com percentual de 15% dos profissionais de saúde de segurança pública e seus familiares têm possibilidade de desenvolver, virem a ser contaminados pelo novo coronavírus, juntamente com os familiares. Essas estimativas, representam 2.028.138 indivíduos contaminados.

No estudo realizado pela a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), os números são diferentes, a estimativa é de 25% de profissionais da saúde, somente considerando a rede pública de saúde do Rio de Janeiro.

Em um documento, o Ministério de Saúde diz; “A partir desse cenário, o Ministério da Saúde pretende disponibilizar gradualmente testes rápidos para detecção de anticorpos contra SARS-COV-2 aos serviços de saúde, recomendando a sua realização em pessoas sintomáticas”,

“pessoas com diagnóstico de síndrome gripal que resida no mesmo domicílio de um profissional de saúde ou segurança em atividade”.

Créditos: https://br.noticias.yahoo.com/dois-milh%C3%B5es-profissionais-sa%C3%BAde-seguran%C3%A7a-190356417.html


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Em live, Bolsonaro dá recado a Mandetta: “Paciente pode trocar de médico”

Madonna diz que três amigos seus morreram nas últimas 24 horas em vídeo noir