Bebê de grávida que levou dois tiros na barriga tem 1ª foto revelada

A tristeza dessa mãe revela a era de violência que a sociedade está vivendo. mãe publica 1ª foto da filha.

A gestante estava em casa, quando 2 homens invadiram para roubar e efetuaram disparos. Dois tiros acertaram a barriga da grávida que teve de fazer cirurgia de cesárea urgente, logo após ter dado entrada no hospital.

Desire, a mãe da bebê estava com nove meses de gestação. Os criminosos que invadiram a casa estavam querendo cobrar uma dívida do pai da criança, ex-namorado de que, no momento do crime também estava na casa.

Os bandidos levaram todo o pouco dinheiro que a mãe estava guardando para cuidar da filha nos primeiros meses e um videogame. Indignada com o assalto, a gestante reagiu, ela pegou uma faca e saiu correndo em direção aos bandidos, assim que saíram da casa onde ela mora nos Estados Unidos.

“Eu peguei uma faca e fui atrás deles. Comecei a gritar do lado de fora que havíamos acabado de ser roubados. Meu ex conseguiu segurá-los e começou a lutar com eles. Foi quando eu ouvi um tiro e senti uma dor imensa na barriga. Eu sabia que havia levado um tiro. Os criminosos fugiram, os vizinhos chamaram uma ambulância e a polícia e assim que eu entrei na ambulância eu já não sentia minha filha mexer”, contou a mãe ao conceder entrevista  ao portal CafeMom.

Emery, nome que Desire Guardiola de Vallejo escolheu para a filha, após o nascimento a equipe médica teve de ressuscitar a menina. “Minha filha conseguiu resistir até eu me recuperar o suficiente para ir visitá-la no outro hospital. Eu não consigo explicar a felicidade que senti ao deixar o hospital e ir ver minha filha. Eu agradeço muito a Deus por ter podido passar alguns dias com minha filha”, disse a mãe.

A pequena precisou ser transferida para outro hospital com mais recursos, enquanto a mãe passava por uma recuperação delicada, ele recebeu 47 pontos da cesárea, pois não foi um parto de cesárea comum, estava baleada.

Mesmo com todo o esforço dos médicos, infelizmente a bebê não resistiu aos ferimentos e teve morte cerebral. “Eu não queria aceitar. Nós havíamos lutado tanto para estarmos juntas e agora ela não iria resistir?! Os médicos deixaram com que eu escolhesse o momento para que os aparelhos fossem desligados. Eu passei oito dias muito especiais com ela e no começo não queria aceitar a ideia de desligar os aparelhos. Mas então eu fui percebendo que ela realmente havia falecido e que o melhor para ela seria desligar os aparelhos e permiti que os médicos fizessem isso. Meu coração ficou destruído”, lamentou a mãe.

Desire está recebendo tratamento médico e psicológico. “Eu consegui conversar com muitas outras mães que também sofreram perdas e o apoio delas têm sido importante. A ajuda da minha mãe também tem sido essencial. Eu também senti que minha fé em Deus aumentou muito depois de tudo isso. Muitas pessoas me perguntam: ‘como sua fé pode ter aumentado? ’. Deus me ajudou a lidar com tudo isso, foi Ele quem me deu forças”, desabafou.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Written by Silvia M2ads

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Aos 56 anos, Glória Pires surge ao lado de namorado bonitão e causa espanto no público: “Não esperava”

Vivi descobre verdadeira face de Berta e foge com pavor em “A Dona do Pedaço”