in ,

Aprenda a Preparar deliciosa Receita de Baião de Dois Tradicional

Aprenda a Preparar E deliciosa Receita de Baião de Dois Tradicional

O baião de dois é um prato típico da culinária nordestina, que combina arroz, feijão, queijo coalho e carne seca. É uma receita simples, mas muito saborosa e nutritiva, que agrada a todos os paladares.

Neste artigo, você vai aprender como fazer um baião de dois tradicional, seguindo algumas dicas práticas e fáceis. Além disso, você vai conhecer um pouco da história e da origem desse prato, e descobrir outras receitas que usam os mesmos ingredientes. Vamos lá?

O que é o Baião de Dois?

O baião de dois é um prato que surgiu no sertão nordestino, como uma forma de aproveitar os alimentos disponíveis na região. O nome vem de uma dança popular, o baião, que era tocada nas festas juninas e nas feiras livres. O baião de dois era servido nessas ocasiões, como uma forma de celebrar a cultura e a alegria do povo nordestino.

O baião de dois é composto por quatro ingredientes principais: arroz, feijão, queijo coalho e carne seca. O arroz e o feijão são cozidos juntos, em uma panela de barro ou de ferro, até formarem uma mistura cremosa e homogênea. O queijo coalho é cortado em cubos e adicionado ao final do cozimento, para derreter e dar mais consistência ao prato. A carne seca é dessalgada, cozida e desfiada, e refogada com cebola, alho e manteiga de garrafa. O baião de dois é servido quente, acompanhado de farofa, vinagrete e salada verde.

Aprenda a Preparar E deliciosa Receita de Baião de Dois Tradicional

Como Fazer um Baião de Dois Tradicional?

Para fazer um baião de dois tradicional, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 2 xícaras (chá) de arroz
  • 4 xícaras (chá) de feijão-de-corda ou fradinho
  • 300 g de queijo coalho em cubos
  • 500 g de carne seca dessalgada, cozida e desfiada
  • 1 cebola picada
  • 4 dentes de alho picados
  • 4 colheres (sopa) de manteiga de garrafa
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto
  • Salsinha e cebolinha picadas a gosto

O modo de preparo é o seguinte:

  1. Em uma panela grande, cozinhe o arroz com água e sal até ficar macio, mas sem desmanchar. Escorra e reserve.
  2. Em outra panela, cozinhe o feijão com água e sal até ficar macio, mas sem desmanchar. Escorra e reserve.
  3. Em uma frigideira, aqueça duas colheres (sopa) de manteiga de garrafa e refogue a cebola e o alho até dourarem. Junte a carne seca desfiada e tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Refogue por alguns minutos, mexendo bem.
  4. Em uma panela grande, misture o arroz e o feijão cozidos. Leve ao fogo baixo e adicione o queijo coalho em cubos. Mexa delicadamente até o queijo derreter e incorporar à mistura.
  5. Transfira o baião de dois para uma travessa e polvilhe com salsinha e cebolinha picadas. Sirva com a carne seca refogada por cima ou à parte.
  6. Acompanhe com farofa, vinagrete e salada verde.

Qual é a História do Baião de Dois?

A origem do baião de dois é incerta, mas existem algumas versões que tentam explicar como esse prato surgiu. Uma delas diz que o baião de dois foi criado por um cozinheiro chamado Zé Baião, que trabalhava em uma fazenda no Ceará. Ele teria inventado o prato para aproveitar as sobras de arroz e feijão, e para agradar ao seu patrão, que gostava de queijo e carne seca. O prato fez tanto sucesso que passou a ser chamado de baião de dois, em homenagem ao seu criador.

Outra versão diz que o baião de dois foi inspirado em um prato português, o arroz de feijão, que era consumido pelos colonizadores no Brasil. Os escravos africanos teriam adaptado o prato, acrescentando o queijo e a carne seca, que eram alimentos mais acessíveis na época. O prato teria se espalhado pelo Nordeste, ganhando o nome de baião de dois, por ser uma mistura de dois ingredientes básicos: o arroz e o feijão.

Uma terceira versão diz que o baião de dois foi criado por um casal apaixonado, que vivia em uma região onde havia escassez de alimentos. Eles teriam juntado o arroz e o feijão, que eram os únicos alimentos que tinham, e acrescentado o queijo e a carne seca, que eram presentes que recebiam de amigos e parentes. O prato teria sido batizado de baião de dois, por ser uma forma de expressar o amor e a união do casal.

Independentemente da sua origem, o fato é que o baião de dois é um prato que representa a cultura e a identidade do povo nordestino, que soube transformar a simplicidade em sabor e arte.

Quais São Outras Receitas com os Mesmos Ingredientes do Baião de Dois?

Se você gostou do baião de dois tradicional, saiba que existem outras receitas que usam os mesmos ingredientes, mas com variações no modo de preparo ou na combinação dos elementos. Veja algumas sugestões:

  • Escondidinho de carne seca com queijo coalho: Em um refratário untado com manteiga, coloque uma camada de purê de mandioca ou batata, uma camada de carne seca refogada com cebola e alho, e outra camada de purê. Cubra com queijo coalho ralado e leve ao forno para gratinar.
  • Salada de arroz com feijão-fradinho: Em uma tigela, misture arroz cozido, feijão-fradinho cozido, tomate picado, cebola roxa picada, pimentão verde picado, azeitonas pretas picadas, salsinha e cebolinha picadas. Tempere com sal, pimenta-do-reino, vinagre e azeite. Leve à geladeira por pelo menos duas horas antes de servir.
  • Torta de liquidificador com queijo coalho e carne seca: No liquidificador, bata três ovos, duas xícaras (chá) de leite, meia xícara (chá) de óleo, duas xícaras (chá) de farinha de trigo, uma colher (sopa) de fermento em pó e sal a gosto. Despeje metade da massa em uma forma untada e enfarinhada. Espalhe queijo coalho ralado e carne seca desfiada sobre a massa. Cubra com o restante da massa. Asse em forno médio por cerca de 30 minutos ou até dourar.

Quais São as Dúvidas Mais Comuns sobre o Baião de Dois?

O baião de dois é um prato simples, mas que pode gerar algumas dúvidas na hora do preparo. Veja algumas das perguntas mais frequentes sobre o tema:

  • Posso usar outro tipo de feijão? Sim, você pode usar o feijão da sua preferência, como o preto, o branco ou o vermelho. O importante é cozinhar bem o feijão e escorrer bem a água antes de misturar com o arroz.
  • Posso usar outro tipo de queijo? Sim, você pode usar outro tipo de queijo que derreta bem e tenha um sabor marcante, como o muçarela, o provolone ou o parmesão. O importante é cortar o queijo em cubos pequenos ou ralar

One Comment

Leave a Reply

One Ping

  1. Pingback:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Costelinha Assada com Molho Barbecue

Costelinha Assada com Molho Barbecue

5 Dicas de Como Fazer Batata Frita Crocante

5 Dicas de Como Fazer Batata Frita Crocante