in , , ,

Após receber beijo do Papa, bebê com câncer fatal no cérebro aparece completamente curada

- Anúncio -

É impressionante como a fé é importante e, para muitos, a única ou a última esperança.

Foi o que aconteceu com Gianna Masciantonio, a luta da família e a comovente história dessa pequena garotinha, é um exemplo de que, mesmo diante das situações difíceis e que parecem estar perdidas, tudo pode mudar, ser renovado e, se for problema de saúde, obter a cura. Inexplicável para muitos, alegria e renovação e testemunho da fé para quem vivência tais situações.

A menina que nasceu no ano de 2014, a pequena Gianna, teve de lutar desde seus primeiros dias para vencer uma terrível doença. A equipe médica comunicou à família que a criança foi diagnosticada com um tipo de câncer fatal no cérebro. Para a medicina, as chances de sobreviver era muito remota, segundo os médicos, se conseguisse viver por mais tempo, certamente não teria tempo para festeja o aniversário de um aninho.

- Anúncio -

Imagine como a família de Gianna Masciantonio recebeu a notícia, de que não teriam sua filhinha nos braços por muito tempo?

Sendo uma família de muita fé, eles acreditaram que um milagre iria acontecer e salvar a menina. Apesar da tristeza e do tratamento que seria muito agressivo, ainda mais em se tratando de um bebê. A família encarou a dor e seguiu em frente reunindo forças para lutar até o dia em que alguma coisa aconteceria para curar, de uma vez por todas, a menina.

- Anúncio -

O desejo dos pais de Gianna aconteceu. A menina que não passaria de um ano, segundo diagnóstico médico, já teve o prazer de festejar 3 aniversários. Os pais e toda a família estão gratos e compartilham sua história para incentivar mais pessoas, de que vale a pena se fortalecer na fé.

A família conta que o milagre de Gianna aconteceu no ao de 2015, quando o papa Francisco beijou a menina, foi durante uma visita nos Estados Unidos na Filadélfia. A menina estava na época com oito meses.

Os pais levaram Gianna em meio a multidão até o Papa Francisco, eles acreditaram que esse seria o momento em que ela seria curada. Um guarda suíço ajudou os pais aflitos, ele levantou a criança para que o Papa a visse, o Pontífice sem saber da enfermidade da menina, beijou Gianna no local onde o tumor maligno estava alojado na acebça.

Os pais declaram que foi nesse momento em que a cura da menina aconteceu. “A essa altura, nós não tínhamos esperança. Só podíamos rezar por um milagre e esse milagre foi o beijo do Papa. Deus mostrou que estava conosco”, contou a mçae.

Finalmente e para surpresa dos médicos, o câncer estava regredindo e em 2016 o tratamento de quimioterapia começou a apresentar efeito. Depois, no ano seguinte, a menina ficou sem nenhuma quimioterapia.

- Anúncio -

Para felicidade de todos, em 2018 não havia mais tumor, o câncer que estava no cérebro de Gianna havia desaparecido.

Os pais reconhecem e afirmam que a filha se curou ao receber o beijo do Papa Francisco, mesmo assim, doaram $ 50 Mil Dólares ao hospital, em gratidão ao apoio e profissionalismo e empenho e toda equipe.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Garotas de 11 e 12 anos planejavam assassinar os colegas e beber o seu sangue: o que está acontecendo com nossos jovens?

Por trás da força de Stallone, existe uma história trágica: “Não existe dor maior quando um pai perda de um filho”