in

Após conseguir emprego de garçom, morador de rua sonha em virar modelo

Em duas semanas homem deixa de ser morador de rua e pode virar modelo.

Para muitas pessoas que se encontra, ou passam pela dificuldade de não se sem teto, a esperança de ter uma vida melhor vai sendo enfraquecida por conta do sofrimento, mas para esse homem de 31 anos, as oportunidades estão apenas começando, ele sonha alto e não desistiu até deixar de ser um sem teto.

Conheça como era a vida dele antes de ir morar nas ruas para entender de onde vem essa força.

Ricardo Lacerda, 31 anos, aos 21 anos fazia bicos para ter renda e também trabalhava como garçom, mas foi flagrado fumando maconha, foi preso e passou 4 anos na prisão. Durante esse tempo o advogado fez vários pedidos de habeas corpus sem sucesso. Só conseguiu liberdade com o fim da pena em 2014. Ricardo disse; “Fui pego com maconha, mas era para consumo próprio”.

Aos 24 anos, resolveu sair do Brasil depois de ter trabalhado e juntado dinheiro para viagem, então ele foi para Irlanda como conta; “Lá trabalhava de bicicleta, levando gente para passear. Era muito bom. Seis horas pedalando por dia”. Ele se relacionou com uma brasileira e teve uma filha, mas não tem contato com ela; “Ela não me deixou ter contato com a menina e como não me registrou como pai, não tenho direito legal”, disse ele.

Lacerda disse ter sofrido de depressão, não conseguia emprego fixo, então acabou morando nas ruas por falta de dinheiro para as despesas, porém passou a fazer reciclagem; “A venda dos materiais dá dinheiro, mas não é o suficiente para pagar um aluguel”.

Quando saiu de casa, Evans tinha 19 anos, tomou essa decisão porque não se dava bem com o pai, desde então não tem nenhum contato com a família.

Como ele fala inglês e já trabalhou como garçom, viu a chef Carey Evans na calçada do restaurante Canuck’s Poutinerie, na Vila Mariana – SP, ela é do Canadá. Ricardo se aproximou para oferecer uma mochila que estava vendendo que encontrou nas ruas. A chef ficou impressionada com a educação do morador de rua e por saber falar outro idioma. Foi assim que ela o conheceu e contratou para set garçom, dando a chance de sair das ruas.

A outra dona do restaurante, Luana Desie, ficou impressionada com a beleza dele e de ter sido convencida pela chef a dar uma oportunidade de trabalho.  Luana fotografou Ricardo Lacerda e publico no Facebook com a seguinte legenda; “Se alguém precisar de modelo ou ator para comerciais, catálogo, etc, nosso garçom, Ricardo (morador de rua), está buscando oportunidades”, “Ele está procurando por oportunidades para crescer, e achamos que a beleza dele seria um diferencial”.

Ricardo disse estar muito feliz e sonho que um dia alguém o irá convidar para ser modelo, mas diz; “Eu gosto de trabalhar como garçom. Acho que faço bem o serviço”.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

What do you think?

-2 points
Upvote Downvote

Written by Silvia M2ads

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Avô faz parto de bebê em casa após mãe ser liberada da maternidade

Dono de ferro-velho reforma cadeiras de rodas enferrujadas e doa para pessoas carentes