in ,

Angélica revela ter sofrido violência sexual aos 15 anos

Infelizmente muitas mulheres sofrem a dor de terem sido vítimas de abuso sexual, um trauma, um crime que ninguém deveria sofrer. São traumas que a maioria das mulheres, muitas vezes sofrendo desde a infância, não conseguem falar, às vezes só contam a dor vivida anos depois, como aconteceu com a apresentadora Angélica, esposa de Luciano Huck.

 

Angélica que está na HBO Max, apresentando Jornada Astral falou sobre um acontecimento terrível que ela passou na vida, violência sexual. Ela contou que aconteceu quando tinha 15 anos de idade, na época estava em Paris fazendo um ensaio fotográfico.

 

Tudo parecia estar seguindo conforme o previsto, até que um grupo de franceses, foram três, a cercaram de surpresa e a tocaram nas partes íntimas, ela disse ter ficado  “petrificada”.

 

“A gente tem visto muita gente revelar as suas histórias de abuso muitos anos depois. Como a maioria das mulheres, eu também vou contar uma história aqui. Foi uma violência que eu sofri, não foi um abuso. Mas foi uma violência sexual, uma violência contra a minha pessoa. Eu nunca tinha falado”, explicou Angélica em entrevista ao portal Mina Bem-Estar.

 

A esposa de Luciano Huck que o motivo de ter ido à Europa foi de encontro ao sucesso que a música “Vou de Táxi”, por sinal uma versão francesa, estava fazendo grande sucesso no Brasil, ocupando as primeiras posições nas paradas de sucesso naquela época. 

 

No momento em que foi cercada pelos três franceses, ela fazia um ensaio para a música, para isso, estava atrás de um táxi amarelo com o fotógrafo, quando os jovens chegaram.

 

“Vieram uns franceses [e perguntaram] “quem é?”. Aí falavam “ah é apresentadora brasileira. Ah é brasileira…” relembrou, contando que o fotógrafo disse para ela: “fica ali do lado para fazer foto”. 

 

“Eu estava atrás de um táxi amarelo, vieram aqueles meninos todos e, quando o fotógrafo falou que “é brasileira, uma cantora no Brasil”, eles foram ficando perto de mim, se aproximando e se esfregando em mim”.

 

Angélica ficou sem saber como agir, o que fazer para se defender; “Você fica meio sem reação. Um dos meninos ficou passando a mão na minha bunda. Passando a mão em mim inteira. Eu atrás de um táxi, ninguém estava vendo. E eu não fiz nada. Fiquei petrificada. Eu estava num outro país, eles falando entre eles uma língua que não conseguia entender.”

 

Foi muito difícil, mas a apresentadora só após muito tempo entendeu que foi vítima de abuso e hoje em dia revela essa terrível história para ajudar outras mulheres.

 

“Com meu amadurecimento consegui ter voz e forças para relatar sobre o ocorrido”, disse Angélica.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Laudo da mulher que fez amor com morador de rua é divulgado e comprova doenças mentais: ‘delírio e alucinações’

Will Smith chora, se desculpa, mas faz piada ao agredir Chris Rock: ‘me chame para uma próxima festa