Adesivo para tratamento de Alzheimer já está disponível pelo SUS

- Anúncio -

Utilidade pública!

Cientistas de várias partes do mundo está há muito tempo fazendo pesquisas para encontrar a cura para o Alzheimer, uma doença séria de ordem neurodegenerativa, que infelizmente ainda não tem cura, no entanto, novas drogas são testadas para retardar o avanço da doença e oferecer melhor qualidade de vida aos portadores.

É da maior importância que os pacientes de Alzheimer não abandonem o tratamento com a medicação certa prescrita pelo médico, nesse caso, um especialista que irá avaliar o estágio da doença. Tratamentos alternativos não são seguros, pois o Alzheimer afeta e compromete as funções cerebrais, de tal modo que o paciente passa a ter perda de memória, dentre outros sintomas no corpo.

A esperança de tratamento para a maioria dos pacientes que sofrem com Alzheimer é recorrer ao serviço público para ter acesso a medicação, que em média para os aposentados e pensionistas fica muito caro.

- Anúncio -

Seguindo com as pesquisas e teste para combater o Mal de Alzheimer, pesquisadores desenvolveram um adesivo que tem como finalidade reduzir os efeitos colaterais das drogas, muitos pacientes sentem fortes reações e sintomas relacionados com a medicação, de modo que o adesivo poderá oferecer redução no desconforto.

Os interessados e familiares que representam os pacientes, podem solicitar o adesivo composto com a substância rivastigmina no SUS gratuitamente. A principal função do adesivo é a de elevar a quantidade da uma molécula neurotransmissora ativa nos sistema nervoso, para isso os efeitos colaterais relatos por pacientes, principalmente no aparelho digestivo serão reduzidos para melhor conforto.

- Anúncio -

A ação do adesivo 24 horas, após esse período, a orientação é colocar em outra parte do corpo. Atenção; fale com seu médico antes.

Quando os primeiros sinais do Alzheimer surgem não devem ser ignorados, pois o tratamento nos primeiros estágios da doença, pode evitar os problemas irreversíveis e a progressão da doença de maneira muito rápida.

Algumas pessoas quando começam a perceber ausência de memória, temem pelo pior e acabam retardando o início do tratamento. É preciso considerar, que só por meio de exames específicos poderá se confirmar o não o Alzheimer, algumas pessoas apenas estão muito sobrecarregadas precisando mudar o estilo de vida e o diagnóstico não aponta Alzheimer.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher Engravida 3 anos após Laqueadura, Justiça Ordena Pagamento de Indenização. “É Bem Revoltante” Veja:

Israel envia a Brumadinho missão com 130 especialistas em buscas