in ,

40 fatos sobre gestações da realeza que são incomuns e pouquíssimo conhecidos

- Anúncio -

A família real britânica tem muitas obrigações, dentre elas, a de seguir diversas regras, muitas delas consideradas exageradas e até bizarras, poucas delas o público conhece, pois é preciso cumprir determinados protocolos entre eles.

Para você ter uma ideia desses “compromissos” quando uma mulher da realeza fica grávida, novas regras são adicionadas, podendo então deixar de cumprir muitas outras regras exigidas.

Com esses exemplos fica fácil entender quando a duquesa Kate Middleton, esposa do príncipe William e o que acontece agora com Meghan Markle, esposa de Harry, grávida do primeiro filho.

- Anúncio -

1. Sexo do bebê é mantido em segredo.

Por tradição, a realeza não revela o sexo do bebê, pois os britânicos gostam e fazer apostas para adivinhas.

2. Quando está grávida viaja menos.

3. As futuras mamães não podem fazer chá de bebê.

Chá de bebê é considerado inapropriado para os membros da família real.

4. Bebê só pode nascer no lugar certo.

Todos os bebês nasceram no no St Mary’s Hospital.

- Anúncio -

5. A rainha Elizabeth II tem que ser  primeira pessoa informada sobre a gravidez após ter sido confirmada pelo médico da família.

6. As crianças devem ter de 3 a 4 nomes próprios como parte da tradição.

7. 62 tiros de canhões são disparados na Torre de Londres.

8. A população faz vigília na porta do hospital para o nascimento de uma criança da família real.

- Anúncio -

9. É feito um grande anúncio e colocado na grade do Palácio de Buckingham sobre o novo membro da família.

10. O bebê é fotografado nas datas oficiais.

12. Não faz muito tempo, o Ministro do Interior era obrigado a ser testemunha do nascimento do bebê para impedir que houvesse dúvida e possibilidade de impostores. Essa norma foi suspensa quando a Rainha Elizabeth nasceu.

13. O pai só podia entrar na sala de parto após o nascimento do filho.

15. A saída do hospital é um evento muito importante.

16. O bebê real não recebe o sobrenome dos pais.

Só após o momento de ser matriculado na escola ou ir para o Exército, pode usar o sobrenome que escolher.

17. Todos os bebês são batizados com a mesma túnica, depois de ser usada durante 160 anos, foi preciso fazer uma réplica.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Crianças deixam de acreditar no Papai Noel aos 8 anos, revela pesquisa

‘Doador de sêmen’ viaja pelos EUA engravidando mulheres da forma natural