Taxista vascaíno oferece corridas grátis para familiares das vítimas do incêndio no CT do Flamengo

O taxista que é torcedor do Vasco contou que soube da tragédia enquanto tomava café com sua família nesta manhã de sexta-feira (8), poucas horas depois da tragédia no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo.

Gilmar Silva, um taxista de 40 anos, disse que depois de saber do incêndio que deixou 10 meninos jogadores mortos, e três feridos, foi trabalhar pensando em como poderia ajudar.

Ele então teve a ideia de disponibilizar corridas gratuitas no seu táxi, para familiares das vítimas do Rubro-Negro.

O taxista conversou com a sua cooperativa e decidiu abriu mão das corridas para todos os familiares que precisarem se locomover para o Ninho do Urubu, hospitais, IML e cemitérios.

“Sou vascaíno, mas tomei a iniciativa sabendo que hoje precisamos ter amor ao próximo. O Brasil realmente está precisando dessas coisas. Eu quero ajudar essas pessoas, e a minha forma de fazer isso é disponibilizar corridas gratuitas”, disse Gilmar, taxista há 12 anos, ao O GLOBO.

Os interessados podem procurar a Cooperativa “AerosDumont” e pedir pela viatura 078, ou mesmo ligar diretamente para Gilmar: (21) 99838.7040.

“Estou criando um grupo de WhatsApp para ajudar nessa divulgação. Estou impressionado com a repercussão. Mas a minha intenção é só querer ajudar e de graça. Meus amigos estão me apoiando e só quero conseguir dar um alento para essas famílias.”, explicou Gilmar.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *