in

“Quando você condena a religião do outro, você deixa de praticar a sua”

- Anúncio -

O hábito de criticar a religião do outro, só por ser diferente de suas crenças não deveria acontecer, mas infelizmente, ainda é uma prática que se ouve falar ou se vê, todos os dias.

Desqualificar a religião de outra pessoa, com o desejo de mostrar superioridade da que se acredita e pratica, não é um ato de respeito nem de amor ao próximo, é orgulho, necessidade de contrariar quem não compartilha das mesmas crenças.

Antes de pensar em condenar a religião do outro, seria interessante pensar, qual o motivo de ter que importunar alguém de outra religião, será que é temor de ter dúvidas dos próprios conceitos? 

- Anúncio -

Porque se há uma convicção pautada no amor e na caridade, basta não deixar de praticar a sua religião. Agindo com respeito e tolerância, se torna uma vitrine que reflete o bem viver, a paz interior e a tranquilidade que sente com o conhecimento que adquire.

Demonizar o outro por ter cultura e crença diferente não há mérito algum, pois as diferenças estão presentes em todo o planeta e é nele que vivemos.

Se fizer uma pesquisa para saber quem nunca fez críticas, sejam elas brandas ou mais acaloradas sobre a religião do outro, seria difícil encontrar alguém que se manteve sem um dia ter cometido esse equívoco, mas a evolução é para isso, aprender e melhorar.

- Anúncio -

Quem julga não precisa continuar julgando, basta entender que cada um segue e escolhe sua religião conforme suas tradições, entendimento, ou a que melhor lhe complete. Não se trata de certo ou errado, mas, sim de investir o tempo naquilo que acredita e não se ocupar com a fé do outro.

É triste ver na história da humanidade tantas das guerras e conflitos em todo o mundo que foram travadas por princípio religioso, intolerância, desejo de impor uma determinada religião a um povo, como sendo uma verdade absoluta.

Concordando ou discordando, uma coisa é certa; quando você condena, perde tempo se incomodando com o modo como o outro lida com sua fé e com a conexão espiritual, está deixando de praticar sua própria religião.

Muito se fala que o amor é a base de tudo, na verdade, até nos relacionamentos o respeito é a base de tudo, pois o amor com desrespeito gera mágoa, ressentimento e a tendência é a pessoa, ainda que amando, se afastar. Então o amor é a base, desde que o respeito sejam também prioridade.

- Anúncio -

“E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão e não vês a trave que está no teu olho?”  Mateus:7:3.

Fonte: Sábias Palavras


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

‘Faria coisas que seu pai não faz’: Adolescente é assediada durante corrida de Uber e filma tudo; vídeo

Bon Jovi mantém restaurantes que servem comida grátis a pessoas necessitadas