PASSAR HORAS NO CELULAR ELEVA O RISCO DAS CRIANÇAS TEREM 8 TIPOS DE CÂNCER

- Anúncio -

Hábito é tão preocupante quanto o consumo em excesso de refrigerante, segundo pesquisadores.

Os aparelhos eletroeletrônicos como tablet e smartphone, atraem a atenção das crianças, até mesmo dos bebês que começa a usar desde cedo, quando ainda não sabem falar e cresce maravilhados com os joguinhos. Por esse motivo e preocupados com possíveis danos, o Fundo Mundial para Pesquisa em Câncer fez um estudo, no qual participaram 200 mil crianças.

O estudo foi revisado pelos pesquisadores que aplicaram 80 tipos de estudos para terem base sobre a possibilidade de desenvolver doenças. O resultado pe preocupante, os riscos da crianças se tornar obesa é muito grande e como consequência as doenças associadas  à obesidade, dentre elas a doença mais preocupante que são vários tipos de câncer como de colo, nos rins, fígado, ovários, pâncreas, próstata e mama.

O tempo em que a criança fica parada utilizando tablete e celular ingere mais refrigerantes, alimentos calóricos e não se exercita, esse é um risco preocupante.

- Anúncio -
- Anúncio -

Para te ideia do quanto esse assunto é sério, o número de crianças apresentando miopia dobrou, isso acontece por conta do tempo em que ficam focados na tela, a exposição prejudica a vista das crianças.

Não é preciso impedir que a criança tenha acesso, o que pode fazer é seguir as orientações dos médicos pediatras que alertam sobre os riscos do excesso do tempo de uso.

Para ajudar os pais sobre o limite que devem estabelecer para as crianças, a Academia Americana de Pediatria (AAP) divulgou orientações importantes.

Os bebês que ainda não completaram 18 meses de vida não é recomendado ter acesso a tela do smartphone ou tablet, exceto se for um momento para conversar com um adulto que estiver, por exemplo, longe, como pai ou mãe que pode precisar se ausentar, sendo que por poucos minutos apenas uma vez ao dia.

Crianças com idade entre 2 e 5 anos devem utilizar a tela por até 1:00 hora, uma vez ao dia.

A partir de 6 anos de idade pode permitir mais um pouco, desde que não o afaste das brincadeiras e outras tarefas, mas nunca o dia todo.

Em todas as fases infantis o smartphone e o tablet não podem ser permitidos durante às refeições.

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 famosos que têm filhos com necessidades especiais

THYANE DANTAS REVELA QUE SE SEPAROU DE SAFADÃO DURANTE SUA GRAVIDEZ