Mãe descobre que bebê menino era menina duas semanas após parto!

Quando uma mãe dá a luz, ela quer imediatamente ver o filho, o que nem sempre é possível, dependendo das condições em que a criança ao nascer, às vezes precisa ir direto para a UTI neonatal. Mesmo assim, médicos e enfermeiros sabem informar se é menino ou menina, para pais que preferem saber o sexo após o nascimento.  Até mesmo os pais que já sabem, gostam de ouvir o médico dizer; “é menina”, “é menino”.

Com Kristina Bobkova, ainda estava na sala de parto, poucos minutos após ter dado a luz, ouviu do médico que teve um menino, mas essa mãe de 24 anos não poderia pensar que, depois de duas semanas iria ter uma nova notícia, a de que não deu a luz a um menino, mas, sim a uma menina.

A jovem mãe chegou a dizer que quando viu o “filho”, acreditou de verdade que era um bebê menino. Para ela, a menina tinha alguma coisa que lembrava um pênis, por isso acreditou no médico sem se preocupar com qualquer outra possibilidade. O que chamou a atenção da mãe foi quando a criança passou a ter problemas de saúde. O bebê já estava com 2 semanas de nascido em um hospital do Cazaquistão.

Com a saúde muito debilitada, Kristina levou o bebê ao hospital, mas como ninguém conseguiu descobrir a doença da criança, um médico da Rússia foi até o hospital para examinar o bebê. Ele então descobriu que o menino era uma menina.

Uma mãe teve o susto de sua vida ao descobrir que sua bebê era uma menina semanas após dar à luz

Uma mãe descobriu que seu bebê menino na realidade era uma menina duas semanas após ter dado à luz! A mãe Kristina Bobkova, 24 anos, do Cazaquistão deu à luz um bebê e os médicos lhe disseram que se tratava de um menino.

O médico russo descobriu que a menina sofre de síndrome adrenogenital, que faz o clitóris crescer muito e, sendo ainda um bebê, os médicos acreditaram ser um menino, pensando ser um pênis. Mas o problemas de saúde da menina não era esse, ela estava passando mal por hiperplasia adrenal congênita causada por deficiência da 21-hidroxilase.

Com o diagnóstico certo, a menina, que recebeu o nome de Anna, foi tratada e se recuperou.

 “Ela é totalmente feminina, a única coisa é que ela tem um clitóris maior”, falou a mãe em uma entrevista, agora com a filha de 18 meses.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Written by Silvia M2ads

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Menino morre após médico confundir meningite com nascimento do dente

Atriz Soraia Tavares sofre grave acidente e fica presa nas ferragens