in

Jovem de 23 anos descobre gravidez uma hora antes de dar à luz em elevador 

Sem sentir nenhum sintoma, a jovem de 23 anos, Tamires Silva Oliveira, disse que não imaginou que estava grávida.

 

Tamires Silva Oliveira, disse que não teve nenhum sintoma que a fizesse desconfiar, ao contrário, durante todo o período de gestação, menstruou normalmente e ainda fazia uso de anticoncepcional.

 

A jovem, agora mamãe, do Guarujá,litoral de São Paulo, não desconfiou de nada e seguiu seu ritmo de vida normalmente.

 

Disse Tamires: “Eu não tinha barriga, não tinha enjoo, nada, nenhum sintoma de gravidez e gestação. A menstruação vinha normal”.

 

Sentindo fortes dores nos rins, a jovem foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Enseada, pelo marido.

 

Ainda na UPA, após perceberem que ela estava grávida, vários especialistas tentaram confirmar a gravidez, mas não conseguiram ouvir os batimentos cardíacos do bebê. Aí um dos médicos colocou um aparelho [estetoscópio] na Jovem e ouviu o coração bater.

 

Tamires  foi imediatamente levada ao Hospital Santo Amaro (HSA), onde o médico lhe disse que o feto teria morrido devido à quantidade de sangue. Alguns momentos depois, outro profissional apareceu e garantiu a ela que faria o parto.

 

Assim que ouviu as palavras do médico, foi colocado em uma maca e levado às pressas para a sala de cirurgia. E como o quarto fica no segundo andar, eles tiveram que usar o elevador. 

 

“Quando entrei no elevador, fiz força [devido à contração]. Meu esposo foi subindo as escadas. Quando ele chegou [no andar do centro cirúrgico, o filho] já tinha nascido e já tinham cortado o cordão umbilical”, contou Tamires.

 

“É um milagre de Deus porque eu tomava anticoncepcional. […] foi desesperador o fato de descobrir que já estava para nascer, de não conseguir ouvir o coração, ele veio brincando de esconde-esconde”, disse a jovem.

 

O bebê nasceu saudável e se chama Felipe, a mãe disse: “Achavam que a gente ia ficar uns 5 dias internados, mas não. Antes das 48h já estávamos com as nossas altas”.

 

Sintomas da Gravidez: Reconhecendo os Sinais da Gestação

 

A gravidez é um momento emocionante na vida de uma mulher, mas também pode ser repleta de incertezas e questionamentos. Reconhecer os sinais e sintomas da gravidez é fundamental para que a mulher possa buscar o acompanhamento médico adequado e garantir um desenvolvimento saudável para o bebê.

 

Embora cada mulher possa experimentar a gravidez de maneira diferente, existem alguns sintomas comuns que podem indicar a concepção. É importante lembrar que a ausência de um ou mais sintomas não descarta a possibilidade de gravidez, e a confirmação só pode ser obtida por meio de testes específicos.

 

Atraso menstrual: Esse é frequentemente o primeiro sinal que chama a atenção de uma mulher para uma possível gravidez. A ausência de menstruação é um indicativo importante, mas algumas mulheres podem apresentar pequenos sangramentos (conhecidos como “sangramento de implantação”) mesmo após a concepção, o que pode levar a alguma confusão.

 

Náuseas e vômitos: Muitas mulheres experimentam náuseas matinais durante o início da gravidez, embora elas possam ocorrer a qualquer hora do dia. Estes sintomas são comuns devido às alterações hormonais que acontecem no corpo.

 

Sensibilidade nos seios: Os seios podem ficar mais sensíveis, doloridos e inchados em resposta às mudanças hormonais da gravidez.

 

Fadiga: O aumento dos níveis hormonais pode levar a uma sensação de cansaço e fadiga, especialmente nas primeiras semanas da gestação.

 

Micção frequente: A gravidez pode causar aumento da frequência urinária, pois o útero em crescimento exerce pressão sobre a bexiga.

 

Mudanças de humor: Flutuações hormonais também podem afetar o humor da mulher, levando-a a se sentir mais emotiva, ansiosa ou irritada.

 

Tontura e desmaios: Algumas mulheres podem sentir tonturas ou até mesmo desmaiar durante a gravidez, principalmente devido à dilatação dos vasos sanguíneos e à pressão arterial reduzida.

 

Aversões e desejos alimentares: Alterações hormonais podem causar mudanças no paladar, levando a aversões ou desejos por certos alimentos.

 

Sensibilidade olfativa: Algumas mulheres podem notar uma sensibilidade aumentada ao cheiro de certos alimentos, perfumes ou odores, o que pode levar a náuseas.

 

Inchaço e prisão de ventre: O aumento dos níveis hormonais e a pressão do útero podem causar inchaço abdominal e, em alguns casos, prisão de ventre.

 

Sintomas podem variar: veja

É essencial lembrar que os sintomas acima mencionados podem variar em intensidade e momento de aparecimento em diferentes mulheres. Algumas podem sentir todos eles, enquanto outras podem ter apenas alguns. Além disso, existem outras condições médicas que podem apresentar sintomas semelhantes à gravidez, como a síndrome pré-menstrual (SPM) ou infecções.

 

Portanto, se uma mulher suspeitar que esteja grávida ou estiver enfrentando sintomas incomuns, é recomendável que ela realize um teste de gravidez e procure a orientação de um profissional de saúde para um diagnóstico e acompanhamento adequados durante toda a gestação. O pré-natal regular é fundamental para garantir a saúde da mãe e do bebê e para se preparar para uma experiência gratificante de gravidez e parto.

 

Facebook Comments Box

One Comment

Leave a Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

URGENTE: Remédio liberado para venda sem receita causa falência no fígado

Mãe de menino que pediu ajuda para comprar gás é despejada e conta seu drama: ‘Não tenho mais nada’