Garoto baiano que nunca fez aula de balé passa em seletiva do Bolshoi e família faz ‘vaquinha’ virtual para se manter em SC

Pai de Jhonatan foi levar a filha para fazer testes, mas o filho foi quem acabou indo para a seletiva.

Josué dos Santos, é um policial baiano que tem três filhas e um filho, o Jhonatan, que como ele mesmo diz têm um ‘talento nato’, para a dança.

O PM conta que todos sempre perceberam o talento de Jhonatan, pois além de dançar com as irmãs, ele faz alongamentos desde os quatro anos.

Jhonatan de Araújo, de 10 anos, que passou nas seletivas do balé Bolshoi, em Joinville (SC), sem nunca ter feito uma aula de balé, e como a família é humilde precisou fazer uma ‘vaquinha’ online para custear a estadia do menino em Santa Catarina.

O menino entrou para o balé por acaso em 2018, quando foi com os pais levar a irmã de 14 anos para fazer um teste ao qual ela já havia passado na primeira etapa, mas por causa do transporte público, chegaram atrasados e ela perdeu o horário, então só haviam vagas para inscrição de quem ainda não havia feito teste, foi dai que a mãe, Denise dos Santos teve a ideia de inscrever o menino.

“Minha filha passou na primeira etapa da seletiva aqui em Salvador, e quando fomos levá-la para a segunda etapa, chegamos atrasados porque o ônibus atrasou, e minha filha perdeu o teste. Mas lá no local, estavam inscrevendo para quem ainda fosse fazer a primeira etapa, então minha esposa falou: ‘Vamos escrever Jhonatan?’. Eu concordei, e como ele estava com a gente, foi logo fazer o teste”, relatou.

Ele passou e já foi encaminhado para a segunda etapa em Joinville (SC), mas dai vieram as dificuldades financeiras e como conseguir recursos para a viagem

“Tomei um empréstimo no banco de R$6 mil, para poder mandar ele e minha esposa na seletiva, lá em Joinvile. Quando ele retornou, tive que fazer outro sacrifício, porque ele precisava voltar [para Joinville] para se matricular até novembro, porque senão ele perderia a vaga. Uma colega me deu umas milhas, e eu parcelei novamente a passagem no cartão”, contou Josué.

Para realizar o sonho que se tornou da família inteira, eles vão se dividir, a mãe vai morar em Joinville com Jhonatan e as filhas de 11 e 14 anos, e o pai e a filha de 18 anos ficarão em Salvador.

Para manter os que irão morar em outro estado, a família fez com a ajuda da Associação Classista de Educação e Esporte da Bahia (ACEB), uma vaquinha online, onde calcularam que precisariam de R$ 10 mil para começar a vida em Joinville.

Mas em dois dias, eles já ultrapassaram o valor. Até a manhã desta quinta-feira (10), a vaquinha, que será encerrada em 21 de janeiro, já somava pouco mais de R$ 20 mil.


“A moradia lá é um pouco cara. Uma casa com condições de agregar minha família custa R$1.500 [mensal] só de aluguel. Precisamos de mais recursos para manter a família com alimentação e outras coisas mais que eles vão necessitar lá. Gostaria de parabenizar a todos aqueles que contribuiram, diretamente ou indiretamente. Que Deus possa retribuir”, ressaltou Josué.

Dia 21 de janeiro parte da família embarca para Joinville para começar o sonho de Jhonatan, e pelo visto no que depender deles, o sucesso é garantido.

“Ele buscar o sonho dele já é o nosso sonho”, concluiu Deise, mãe de Jhonatan.


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇