in ,

Como Preparar Virada Paulista – Prato da Gastronomia de SP

Como Preparar Virada Paulista - Prato da Gastronomia de SP

A virada paulista é um prato tradicional da culinária paulista, que consiste em feijão cozido com linguiça e toucinho, acompanhado de arroz, couve refogada, farofa, banana frita e bisteca de porco. É uma refeição completa e saborosa, que tem origem na época dos bandeirantes, que precisavam de alimentos nutritivos e duráveis para suas expedições pelo interior do Brasil.

Neste artigo, você vai aprender como preparar virada paulista de forma simples e prática, seguindo algumas dicas que vão deixar o seu prato ainda mais gostoso. Além disso, você vai conhecer um pouco da história dessa receita e algumas variações que você pode fazer com o mesmo ingrediente principal: o feijão. Confira!

O que é virada paulista e qual a sua importância?

A virada paulista é um prato que surgiu no século XVII, quando os bandeirantes saíam de São Paulo em busca de ouro, pedras preciosas e escravos indígenas. Eles levavam consigo feijão, arroz, farinha de mandioca, carne de porco salgada e linguiça, que eram alimentos que resistiam bem às longas viagens e forneciam muita energia.

O nome virada paulista vem do fato de que os bandeirantes costumavam cozinhar o feijão na véspera e deixá-lo de molho durante a noite. No dia seguinte, eles escorriam o caldo do feijão e o refogavam com a carne de porco e a linguiça, virando-o constantemente para não grudar na panela. Esse processo dava ao feijão uma consistência cremosa e um sabor defumado.

A virada paulista é um prato que representa a cultura e a história de São Paulo, sendo considerado um patrimônio imaterial do estado. Além disso, é uma refeição que agrada a todos os paladares, pois combina ingredientes simples e deliciosos.

Como Preparar Virada Paulista - Prato da Gastronomia de SP

Como fazer virada paulista passo a passo?

Para fazer virada paulista, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 500 g de feijão carioca
  • 300 g de linguiça toscana
  • 200 g de toucinho defumado
  • 4 dentes de alho picados
  • 1 cebola picada
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 4 xícaras de arroz branco cozido
  • 4 folhas de couve manteiga cortadas em tiras finas
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 2 xícaras de farinha de mandioca torrada
  • 4 bananas-nanicas cortadas em rodelas
  • Óleo para fritar
  • 4 bistecas de porco temperadas com sal, pimenta-do-reino e alho

O modo de preparo é o seguinte:

  1. Cozinhe o feijão em uma panela de pressão com água até ficar macio. Reserve o caldo do cozimento.
  2. Corte a linguiça em rodelas e o toucinho em cubos. Frite-os em uma panela grande até dourarem. Retire-os da panela e reserve.
  3. Na mesma panela, refogue o alho e a cebola até ficarem macios. Junte o feijão escorrido e tempere com sal e pimenta-do-reino. Mexa bem para incorporar os sabores.
  4. Em outra panela, aqueça a manteiga e refogue a couve até murchar. Tempere com sal e pimenta-do-reino.
  5. Em uma frigideira, toste a farinha de mandioca em fogo baixo, mexendo sempre para não queimar. Tempere com sal e pimenta-do-reino.
  6. Em outra frigideira, frite as bananas em óleo quente até ficarem douradas. Escorra em papel toalha.
  7. Em uma grelha ou chapa, grelhe as bistecas de porco até ficarem bem cozidas e suculentas.

Para servir, coloque o feijão em uma travessa grande e decore com a linguiça e o toucinho. Sirva com o arroz, a couve, a farofa, a banana e a bisteca. Regue com o caldo do feijão se desejar.

Qual a origem da virada paulista?

A origem da virada paulista está ligada à história dos bandeirantes, que foram os desbravadores do território brasileiro entre os séculos XVI e XVIII. Eles saíam de São Paulo em expedições pelo interior do país, em busca de riquezas naturais e escravos indígenas.

Os bandeirantes enfrentavam muitas dificuldades e perigos em suas jornadas, como animais selvagens, doenças, índios hostis e falta de recursos. Por isso, eles precisavam de alimentos que fossem nutritivos, duráveis e fáceis de preparar.

O feijão era um desses alimentos, pois era rico em proteínas, fibras e ferro, além de poder ser conservado por muito tempo. O arroz também era um alimento básico, pois era fonte de carboidratos e energia. A carne de porco salgada e a linguiça eram as principais fontes de gordura e sabor, pois resistiam bem ao calor e à umidade. A farinha de mandioca era usada para engrossar o caldo do feijão ou para fazer farofa. A couve e a banana eram as únicas verduras e frutas que os bandeirantes conseguiam encontrar pelo caminho, sendo fontes de vitaminas e minerais.

A virada paulista era o prato que os bandeirantes faziam com esses ingredientes, aproveitando ao máximo o que tinham à disposição. Era uma refeição que lhes dava força e ânimo para continuar suas aventuras pelo Brasil.

Quais são outras receitas que usam feijão como ingrediente principal?

O feijão é um ingrediente muito versátil e pode ser usado em diversas receitas, tanto doces quanto salgadas. Aqui estão algumas sugestões de pratos que levam feijão como ingrediente principal:

Feijoada: é o prato mais famoso que usa feijão, sendo considerado um símbolo da culinária brasileira. Consiste em um cozido de feijão preto com várias partes do porco, como pé, rabo, orelha, costela e linguiça. É servido com arroz, couve, farofa, laranja e torresmo.

Acarajé: é um bolinho frito de massa de feijão-fradinho temperada com cebola e sal. É recheado com vatapá (um creme de pão, leite de coco, camarão seco e dendê), caruru (um refogado de quiabo, cebola, alho e dendê), camarão fresco e salada. É um prato típico da culinária baiana.

Sopa de feijão: é uma sopa cremosa feita com feijão cozido batido no liquidificador com água ou caldo de carne. É temperada com alho, cebola, louro, sal e pimenta-do-reino. Pode ser incrementada com legumes, macarrão, carne ou bacon. É uma sopa reconfortante e nutritiva.

Bolo de feijão: é um bolo doce feito com feijão cozido batido no liquidificador com ovos, açúcar, manteiga, farinha de trigo e fermento. Pode ser aromatizado com baunilha, canela ou cravo. É assado em forma untada e enfarinhada até ficar dourado. Pode ser servido com calda de chocolate ou caramelo.

Conclusão

A virada paulista é um prato típico da gastronomia de São Paulo que surgiu na época colonial. É uma refeição completa e deliciosa que leva feijão branco misturado com farinha de milho e acompanhado de carne de porco, couve, banana e ovo. Aprender como fazer a virada paulista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 maneiras de preparar carne moída com canela

7 maneiras de preparar carne moída com canela

Como Fazer um Bife de Fígado Perfeito

Como Fazer um Bife de Fígado Perfeito