in ,

Como fazer uma deliciosa feijoada mineira: passo a passo

Como fazer uma deliciosa feijoada mineira: passo a passo

A feijoada mineira é um prato típico da culinária de Minas Gerais, que consiste em um cozido de feijão preto com carne de porco e linguiça, acompanhado de arroz, couve refogada, farofa e laranja.

É uma receita que agrada a muitos paladares e que pode ser preparada em ocasiões especiais ou no dia a dia. Neste artigo, você vai aprender como fazer uma feijoada mineira saborosa e suculenta, seguindo algumas dicas simples e práticas. Além disso, você vai conhecer um pouco da história desse prato e algumas variações que podem ser feitas com o mesmo ingrediente principal: o feijão preto.

O que é a feijoada mineira e qual a sua origem?

A feijoada mineira é uma adaptação da feijoada portuguesa, que levava feijão branco e carnes salgadas, como toucinho, chouriço e morcela.

Os escravos africanos que trabalhavam nas fazendas de Minas Gerais aproveitavam as partes menos nobres do porco, como orelha, rabo, pé e costela, e as cozinhavam com o feijão preto, que era mais barato e abundante na região.

Assim, surgiu a feijoada mineira, que se tornou um símbolo da gastronomia local e da cultura afro-brasileira.

Como fazer uma deliciosa feijoada mineira: passo a passo

Como fazer uma feijoada mineira passo a passo?

Para fazer uma feijoada mineira deliciosa, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 500 g de feijão preto
  • 300 g de carne seca
  • 300 g de lombo de porco salgado
  • 300 g de costelinha de porco salgada
  • 200 g de linguiça calabresa
  • 200 g de linguiça paio
  • 100 g de bacon
  • 4 dentes de alho picados
  • 2 folhas de louro
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto
  • Água suficiente para cobrir os ingredientes

O modo de preparo é o seguinte:

  1. Na véspera, coloque o feijão em uma tigela, cubra com água e deixe de molho. Faça o mesmo com as carnes salgadas, trocando a água algumas vezes para dessalgar.
  2. No dia seguinte, escorra o feijão e coloque-o em uma panela de pressão. Cubra com água e cozinhe por cerca de 20 minutos após pegar pressão. Reserve.
  3. Em outra panela, cozinhe as carnes salgadas até ficarem macias. Reserve.
  4. Em uma frigideira grande, frite o bacon até dourar e soltar a gordura. Junte as linguiças cortadas em rodelas e frite até ficarem douradas. Reserve.
  5. Na mesma frigideira, refogue o alho até ficar aromático. Junte o feijão cozido com o caldo e as folhas de louro. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto.
  6. Adicione as carnes cozidas e as linguiças fritas ao feijão e misture bem. Deixe ferver por alguns minutos para apurar o sabor.
  7. Sirva a feijoada mineira acompanhada de arroz branco, couve refogada na manteiga com alho, farofa de mandioca e laranja em gomos.

Qual a história da feijoada mineira?

A história da feijoada mineira está ligada à história da mineração do ouro em Minas Gerais, no século XVIII. Os escravos africanos que trabalhavam nas minas eram alimentados com uma ração diária de farinha de mandioca e carne seca salgada. Para variar o cardápio e aproveitar os restos das carnes dos senhores, eles criaram a feijoada mineira, que era servida aos sábados, dia de descanso dos escravos.

A feijoada mineira se popularizou entre os mineiros e se espalhou pelo Brasil, ganhando diferentes versões em cada região. Hoje, é considerada um dos pratos mais representativos da culinária brasileira e é apreciada por pessoas de todas as classes sociais e origens.

Quais são outras receitas que levam feijão preto?

O feijão preto é um ingrediente versátil e nutritivo, que pode ser usado em diversas receitas. Além da feijoada mineira, você pode experimentar:

  • Sopa de feijão preto: uma sopa cremosa e reconfortante, que leva feijão preto cozido, bacon, linguiça, cebola, alho, louro, sal, pimenta e cheiro-verde. É servida com croutons de pão ou torradas.
  • Salada de feijão preto: uma salada refrescante e colorida, que leva feijão preto cozido, milho, tomate, cebola roxa, pimentão vermelho, coentro, suco de limão, azeite, sal e pimenta. É ideal para acompanhar grelhados ou sanduíches.
  • Bolinho de feijão preto: um petisco crocante e saboroso, que leva feijão preto cozido e amassado, farinha de trigo, ovo, cebola, alho, sal, pimenta e cheiro-verde. É modelado em bolinhas e frito em óleo quente. É servido com molho de pimenta ou maionese.

Quais são as dúvidas mais comuns sobre a feijoada mineira?

Algumas das dúvidas mais comuns sobre a feijoada mineira são:

  • Qual é a diferença entre a feijoada mineira e a carioca? A principal diferença está nas carnes usadas. A feijoada mineira leva apenas carnes de porco salgadas e linguiças. A feijoada carioca leva também carnes frescas de porco e boi, como costela, paleta, rabada e mocotó.
  • Como dessalgar as carnes salgadas? O ideal é deixar as carnes salgadas de molho em água fria na geladeira por pelo menos 12 horas, trocando a água algumas vezes. Depois, cozinhe as carnes em água fervente por cerca de 30 minutos antes de usar na receita.
  • Como deixar o feijão mais cremoso? Uma dica é amassar alguns grãos de feijão com um garfo ou um espremedor de batatas e misturar ao caldo. Outra dica é bater uma parte do feijão com o caldo no liquidificador ou no mixer e voltar à panela.
  • Como evitar que a feijoada fique muito gordurosa? Uma forma de reduzir a gordura da feijoada é retirar o excesso de pele e gordura das carnes antes de cozinhá-las. Outra forma é deixar a feijoada esfriar na geladeira e retirar a camada de gordura solidificada na superfície antes de reaquecer.

Conclusão

A feijoada mineira é um prato delicioso e tradicional da culinária brasileira, que tem origem na cultura afro-mineira. É fácil de fazer e pode ser servida em qualquer ocasião. Basta seguir as dicas que demos neste artigo e aproveitar essa iguaria com seus familiares e amigos.

!

Facebook Comments Box

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 Dicas para Fazer um Manjar Delicioso

5 Dicas para Fazer um Manjar Delicioso

"Criança Mais Forte do Mundo" pelo Guinness em 2009

Reconhecido como a “Criança Mais Forte do Mundo” pelo Guinness em 2009, reaparece nas redes sociais: veja como ele está agora