in ,

Após apoio de Anitta a Lula, Bolsonaro diz que evangélicos devem alertar os jovens sobre influência da cantora

Na tarde da última sexta-feira (15/7), o presidente Jair Bolsonaro esteve em Juiz de Fora, Minas Gerais, onde se encontrou com evangélicos em agenda da sua pré-campanha.

 

No evento, Bolsonaro deixou claro ter se sentido incomodado com as declarações da cantora Anitta, uma das apoiadoras de Lula para presidente.

 

De acordo com o presidente, Anitta tem grande influência sobre os jovens. Vendo que parte das cadeiras reservada para apoiadores estavam vazias, Bolsonaro teria feito insinuações sobre uma suposta troca de voto para apoiar a legalização de drogas e lamentou os jovens a terem como inspiração.

 

Então Bolsonaro disse: “[Tem que] dar uma ‘chegada’ nos nossos filhos e dizer: olha, a sua liberdade passa por aqui [levanta um celular] e tem gente que quer controlar isso daqui.”

 

O presidente ainda disse que os pais devem orientar os filhos sobre o que Lula pensa em fazer com as redes sociais, se conseguir se eleger.

 

Bolsonaro também disse que é importante alertar os jovens de que o presidente é quem decide se irá permitir celular de funcionar ou não e destacou que seu principal rival disse que pensa no controle da mídia.

 

Bolsonaro se dirigiu aos evangélicos dizendo que conta com o apoio deles para ajudá-lo a ser reeleito.

 

Além de criticar Anitta e pedir apoio aos evangélicos, Bolsnonaro, que está em pré-campanha para reeleição pelo PL, seguiu para outro tema, falando sobre as denúncias na Caixa Econômica Federal, pedidno que as mulheres vejam as políticas realizadas para dar apoio as mulheres e citou que uma delas é ter nomeado uma mulher como presidente da Caixa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Torres investigará vídeo que simula morte de Bolsonaro

Mulheres são condenadas após falsa acusação contra motorista