Professor de catequese estuprava crianças de 4 a 10 anos

 José Antônio Silva (foto em destaque), 47 anos, está sendo acusado pelo estupro de pelo menos 20 crianças com idade entre 4 e 10 anos.

Douglas Fernandes de Moura, delegado-adjunto da 4ª Delegacia de Polícia (Guará), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), atribui ao professor de catequese a pratica de crimes sexuais contra crianças.

Segundo as investigações, a maioria dos crimes ocorreram na paróquia Divino Espírito Santo, no Guará 2, onde ele ensinava lições da bíblia aos pequenos e os preparava para a primeira comunhão.

Além das aulas de ensino religioso, ele também dava aulas na escolinha de futebol da cidade.

O homem que foi casado com uma mulher por mais de 8 anos, e estaria em processo de separação, pois ela havia descoberto sua atividade criminosa, inclusive contra crianças da família.

“Os abusos começaram ainda quando ele morava com a mãe: levava as crianças para lá quando não havia ninguém. Depois de casado, aproveitava os momentos em que a mulher estava fora para violentar as crianças”, descreve o delegado.

As violações cessavam, de acordo com a polícia, quando as vítimas atingiam idade suficiente para entender a situação, por volta dos 10 anos.

Ainda de acordo com a polícia, ele chegou a obrigar dois irmãos a praticarem sexo oral um no outro.

Ele está foragido da polícia.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇