Piloto de automobilismo morre por coronavírus e pede para ser cremado e ter as cinzas jogadas no autódromo de Interlagos

- Anúncio -

A morte do piloto de automobilismo César Augusto Visconti, 43 anos, em em São Caetano do Sul, no ABC Paulista, na última segunda-feira, 30/03, aponta uma observação que autoridades de saúde estão atentas, a morte de pessoas pelo novo coronavírus, de vítimas com idade inferior a 60 anos.

César Augusto deu entrada no Hospital São Luís, São Paulo, no dia 26/03, indo a óbito poucos dias depois. Amigos e familiares estão inconformados com a rapidez da evolução do quadro de saúde, em que piorou e morreu.

O piloto deixa uma filha de 15 anos e a namorada Fernanda, além da família e todos os amigos. O último pedido de César será atendido, ele queria ser cremado e as cinzas lançadas no Autódromo de Interlagos, lugar que lhe proporcionou tantas alegrias.

- Anúncio -

Ao fazer o pedido à ex-mulher, o piloto disse; “Luara estou indo pro saco mas tenho um pedido. Quero ser cremado e pede para o Antonio e o pessoal da Escola jogar minhas cinzas no Autódromo de Interlagos, o lugar mais importante de minha vida.”

“Foi a ex mulher dele que entrou em contato e passou seu pedido. Eles sempre foram muito amigos e tiveram uma filha”, falou um amigo, que também informou que deverá levar 10 dias para o corpo do piloto ser cremado.

Em entrevista ao G1, Laura disse; “Ele era muito presente. Apesar de sermos separados, éramos muito amigos. Ele vinha em casa todos os dias. Tive minha segunda filha dia 10 de março e ele acompanhou o parto no hospital.”

- Anúncio -

“Ele começou a ter tosse e febre e parou de vir em casa. Dia 20 ele foi ao otorrino, que o medicou e falou para ficar em casa. No fim de semana ele passou a sentir dor no peito e voltou ao otorrino, que mandou ele ir ao hospital emergencialmente.”

“Ele sempre foi muito brincalhão. Ele falou que estava indo pro saco e eu falei para ele parar de falar isso. Me fez prometer que cuidaria da nossa filha e que era para eu alugar um carro e jogar as cinzas do corpo dele no autódromo. Eu falei para ele parar de falar isso e mudamos de assunto.”

O piloto de automobilismo César Augusto Visconti, 43 anos, (de macacão vermelho) morreu nesta segunda-feira (30) em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, vítima do coronavírus.  — Foto: Arquivo pessoal
Foto: reprodução

Créditos: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/04/02/piloto-de-automobilismo-morre-por-coronavirus-e-pede-para-ser-cremado-e-ter-as-cinzas-jogadas-no-autodromo-de-interlagos.ghtml


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cemitério de SP abre centenas de covas após aumentar enterros por Covid-19

Bolsonaro: ‘70% da população será infectada e, a partir daí, País estará imunizado’