Pessoas que moram perto do mar são mais felizes; diz estudo

- Anúncio -

Passar momentos agradáveis na praia é um motivo de alegria para a grande maioria das pessoas, mas cientistas revelaram que as pessoas que moram perto do mar se tornam pessoas mais felizes.

Estudiosos realizaram uma pesquisa publicada pelo jornal Health & Place, que garante que pessoas que moram perto do mar e aproveitam da energia e força da natureza, são pessoas mais felizes e com menos níveis de estresse.

O estudo foi realizado na  cidade de Wellington, nos anos de 2011 e 2012, na Nova Zelândia, para concluir de que forma a água e toda a energia da praia afeta no humor dos habitantes.

- Anúncio -

Foram combinadas informações topográficas do local, considerando de quais partes da cidade era possível ver o mar.

Outra etapa da pesquisa, foi entrevistar moradores de diferentes pontos da cidade, que responderam questões sobre seus hábitos pessoais, de que forma eram feitos seus momentos de lazer, quantas vezes por semana caminhavam pela praia, e se costumavam tomar banho de mar.

Cruzando todos os dados, os cientistas concluíram que as pessoas que tinham maior acesso ao mar, e que procuravam passar mais momentos na praia, tinham níveis menores de estresse do que os que não costumavam frequentar a praia.

Mesmo aqueles que disseram que tinham contato com a natureza, através de parques e praças, apresentaram maiores problemas de humor do que os que gostavam mais de caminhar na praia, curtir um banho de mar, ou simplesmente sentar e apreciar a vista da orla.

Apenas observar o mar já trás benefícios ao nosso cérebro, pois a cor têm um efeito calmante.

Estudos também revelam que o ar salgado, a maresia melhora o funcionamento das vias respiratórias sendo benéfico para quem sofre de asma e bronquite.

O ambiente natural e agradável estimula  á pratica de atividades físicas que melhoram o corpo de forma geral.

- Anúncio -

Os níveis de serotonina se equilibram perto do mar, graças ao ar oceânico, que contém íons de hidrogênio carregados negativamente. Então sentimos mais energia, dormimos melhor e nos sentimos mais felizes.

Universidade de Exeter, na Inglaterra, comprovou que o barulho do mar, ativam o córtex pré-frontal do cérebro, área associada às emoções e autorreflexões, fazendo com que o indivíduo tenha uma melhor compreensão dos próprios sentimentos.

 

- Anúncio -

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: eugenesergeev / 123RF Banco de Imagens


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mãe se fere ao proteger filha de granizo

Depois dos 40 anos não há depois, é tudo agora!