in ,

Pai alerta após pés de menino quase derreterem no parque aquático

- Anúncio -

Andrew Sechrist, é um pai que decidiu tornar público o acidente de seu filho, para que outros pais evitem de suas crianças passarem pelo mesmo.

Ele contou que levou seus três filhos a um parque aquático em Georgetown nos Estados Unidos.

O pai explicou que sempre toma cuidado sobre os filhos andarem de calçados, mas como estava em um local com água em todo o lado, ele imaginou que não haveria problema das crianças brincarem descalças.

- Anúncio -

Segundo o relato do pai, cerca de15 minutos depois que chegaram o seu filho menor,  Jackson de 17 meses começou a chorar sem parar e sem motivo aparente.

“Ele estava do lado de um brinquedo de água, com água para todos os lados, eu achei que ele tivesse caído e fui consolá-lo. Me aproximei e quando olhei para baixo eu consegui sentir o calor vindo dos pés do meu filho. A pele dos pés dele estava literalmente derretendo!”, relatou o pai em entrevista ao portal CafeMom.

Foi quando o pai percebeu         que havia uma grelha de metal no chão, e que ao ficar exposta ao sol, atingiu uma temperatura de cerca de 54°.

“Eu coloquei a mão na grelha e não consegui manter minha mão lá nem por meio segundo, agora imagine como foi para meu filho de um ano e meio que atravessou aquilo!”, relatou o pai.

Eles correram para um hospital e o bebê precisou passar 24 horas hospitalizado.

- Anúncio -

Agora, já em casa e se recuperando, a família quer alertar para que nunca deixem as crianças sem sapatos ou chinelos no chão quente, pois com a pele delicada, poucos minutos são suficientes para causar danos que podem ser irreversíveis.

“Se eu pudesse trocar de lugar com meu filho eu trocaria na hora. Ele está se recuperando agora. Eu decidi contar o que aconteceu comigo para que outros pais vejam o quão perigoso pode ser deixar os pequenos descalço no chão quente”, concluiu o pai.

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

A Dona do Pedaço: Maria da Paz pega revólver ao ouvir gemidos de Régis e Josiane

Mãe põe bebê na rua e aciona a ré do carro: “estava nervosa”