Mulher perde parte do dedo por causa do vício de roer as unhas

- Anúncio -

A jovem mulher teve que amputar parte do dedo por causa do mau hábito de roer unhas

A inglesa Courtney Whithorn de 20 anos, que mora em Gold Coast (Austrália), precisou passar por uma cirurgia para amputar parte de um dos dedos das mãos, depois de desenvolver um tipo de câncer que está diretamente ligado ao vício de roer as unhas.

Courtney afirma que desde o ensino médio quando se sentia estressada por sofrer bullying e começou a roer as unhas, segundo ela própria em 2014, ela chegou a roer totalmente a unha do polegar, a jovem disse que percebeu que o seu dedo começou a escurecer, mas tentava esconder a gravidade do problema de seus amigos e familiares.

- Anúncio -

Em julho deste ano (2018), finalmente ela precisou procurar ajuda pois a lesão só piorava. Foi então que recebeu o diagnostico de câncer, que tem como causa o hábito de roer as unhas e os traumas relacionados a ele.

- Anúncio -

A estudando passou por quatro cirurgias, mas elas não obtinham resultado satisfatório. Foi então que um cirurgião plástico de Sydney (Austrália), enviou parte dos tecidos retirados do polegar de Courtney, para uma biopsia. O exame concluiu que a jovem apresentava melanomas.

A partir dai os médicos precisaram optar pela retirada de parte do polegar direito da moça, para evitar que o câncer avançasse.

“Quando descobri que roer unhas era a causa do meu câncer, eu fiquei despedaçada”, contou a jovem. “Eu mantinha o polegar escondido com o punho fechado, pois não queria que ninguém visse, mesmo os meus pais. Até que resolvi mostrar neste ano”, disse Courtney.

A jovem precisou trancar a faculdade para poder se tratar e depois terá de reaprender a escrever e segurar objetos.

O vício de roer unhas – associado a quadros de ansiedade, estresse e nervosismo – tem nome técnico: onicofagia.

 

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bolsonaro perdeu metade do sangue do corpo, afirma médica que o atendeu

Ferimentos a faca podem ser fatais mesmo sem sangue aparente; entenda