Modelo tira vida de suas bebês porque elas estavam “dando trabalho”

- Anúncio -

Louise Porton, uma modelo de 23 anos, está sendo julgado pelo assassinato de suas duas filhas Lexi Draper, três anos, e Scarlett Vaughan, 16 meses.

Segundo as provas apresentadas pela promotoria, ela tirou a vida das bebês ao, “deliberadamente interferir na respiração das meninas”.

Lexi foi achada inconsciente na casa na casa onde a família vivia em Warwickshir na Inglaterra no dia 15 de janeiro de 2018.

- Anúncio -

 Ela chegou a ser socorrida e levada ao hospital, onde não resistiu e faleceu. A caçula, Scarlett, morreu 18 dias depois.

No julgamento que começou na tarde desta terça-feira (23), a mulher admitiu que manteve relações sexuais com homens em troca de dinheiro, enquanto a filha agonizava no hospital.

Ela também admitiu ter flertado com os seguranças do hospital onde a criança estava internada, trocando inclusive mensagens com eles.

Entretanto, a mãe nega ter matado as filhas.

Louise nega que tenha assassinado suas filhas. “Não era fácil ser mãe solteira das duas, mas eu as amava e nunca me arrependi de ter tido elas”, afirmou a mãe durante o julgamento. O caso segue sendo julgado.

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mãe de Gabriel Brenno diz que filho não sabia que a mulher era casada; morte foi confirmada hoje

Filha de donos de colégio particular é acusada de torturar crianças; “obrigou alguns alunos a engolirem o próprio vômito quando não queriam comer”.