Meses após adotar duas crianças, mãe descobre quem eles realmente são

- Anúncio -

Uma mulher americana foi mãe e viu um verdadeiro milagre acontecer em sua vida.

 Katie Page, 35, foi mãe por meio de adoção, ela tem os filhos Grayson, 2, e Hannan, 1, e os dois foram adotados com um período de um ano e meio de diferença.

O mais surpreendente nisso, é que Katie descobriu que os dois são irmãos de sangue, e tudo aconteceu por acaso.

- Anúncio -

 “E se eu tivesse dito não? E se eu tivesse dito sim para uma das outras colocações que me pediram para fazer alguns dias antes? E se Hannah tivesse ido para outra família?”, escreveu Katie para o site Love What Matters. “A conexão nunca teria sido feita! Eu não pude acreditar no milagre que acabara de acontecer! É incrível que meus filhos tenham se encontrado”, conta.

A mãe conta que adotou Grayson com poucos dias de vida, ele era pequeno e frágil, e teve um desenvolvimento mais lento, uma vez que sua mãe biológica era usuária de drogas.

Ela só resolveu seguir com o outro processo de adoção quando seu filho já estava mais forte.

Um dia ela ficou sabendo que uma menina havia sido deixada por uma mulher no mesmo hospital em que ela pegou Grayson pela primeira vez, e as condições eram parecidas.

“Minha cabeça dizia ‘não’ porque não fazia sentido e não estava nos meus planos, mas algo dentro de mim mandava eu dizer ‘sim'”, conta ela. “Eu pensei comigo mesmo: ‘Você pode fazer isso, você já fez isso antes’”, completou.

Logo ela descobriu que as duas mães biológicas tinham o mesmo nome, e idade, mas ela ficou achando que não seria possível tamanha coincidência.

“Eles poderiam ter a mesma mãe?”, pensou ela. “À primeira vista, as crianças não eram nada parecidas. Além disso, Grayson não tinha nem um ano de idade. É fisicamente possível?”, relembra.

- Anúncio -
- Anúncio -

Ela disse que procurou a assistente social para saber se era possível, mas a confirmação só veio quando ela conheceu pessoalmente a mãe biológica de Hanna.

“Quando finalmente fomos apresentadas, soube instantaneamente que estava olhando para a mãe do meu filho”, disse ela. “Mas, ao mesmo tempo, eu tive que agir completamente normal e não enlouquecer! Ela me deu pequenos insights sobre sua vida que partiram meu coração. Ela era linda assim como meu filho”, conta.

Ah, e a família deve aumentar esse ano: “Nossa aventura continua, porque 13 meses depois que Hannah nasceu, a mãe biológica deu as boas-vindas a outro menino neste mundo que estamos promovendo com grandes esperanças de adotar em 2019”, finaliza Katie.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Garoto chora e se desespera após ouvir os pais tendo relações: “TRÊS vezes!”

Menino com nanismo que sofreu bullying realiza sonho e volta a sorrir