in

Menina morre após comer biscoito envenenada que era para cachorro

Uma bebê de apenas 2 anos, morreu após comer biscoito envenenado que estava no quintal de casa. Um caso chocante e assustador.

A notícia foi publicada pelo The Mirror, sobre a morte de Heidy Valéria, 2 anos, quando os socorristas chegaram, tentaram reanimar Heidy que parou de respirar 2 vezes, infelizmente não puderam fazer mais nada, após aplicar as técnicas de salvamento e a mina faleceu.

Segundo as informações apuradas, o biscoito envenenado foi jogado no quintal da casa onde mora a família da menina, mas era para o cachorro, com intenção cruel de “silenciar o cachorro barulhento da família”.

O caso está sendo apurado, porém, embora a criança tenha perdido a vida, a substância que estava no biscoito ainda não foi identificada. 

Além da pequena Heidy ter ido a óbito, uma menina de 6 anos e também o cachorro, apresentaram os mesmo sintomas, pois eles estavam no quintal também brincando, mas se encontram fora de risco de morte.

Um morador da vizinhança disse: “A  notícia chocou toda a cidade e a mídia social entrou em erupção quando se soube o que havia acontecido”.

O caso foi compartilhado nas redes sociais e os moradores comentaram estar em choque, assustados com tanta maldade. Alguns chegaram a apontar um vizinho como provável responsável de ter envenenado o biscoito para  tentar fazer o cachorro da casa da menina comer.

As autoridades locais foram pressionadas pelos moradores da região e outros nas redes sociais, resultando na identificação e rápida prisão dos culpados.

O ator mexicano Arturo Islas Allende se manifestou dizendo: “Perdemos Valeria, perdemos uma menina de 2 anos por causa de alguns sem escrúpulos que jogaram biscoitos envenenados em Tototlan, Jalisco. Esses caras deveriam estar na cadeia”.

A informação das autoridades é de que a família está recebendo todo o apoio e acompanhando a investigação.

O caso aconteceu no México, no estado de Jalisco, no dia 3 de fevereiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como o cérebro doado de mulher ajudou a condenar marido assassino

Se as mães soubessem a importância deles, deixariam seus filhos terem um “paninho de estimação”