in ,

Marcos Mion: “Deixem o pai participar da vida do filho!”

- Anúncio -

Marcos Mion: “Deixem o pai participar da vida do filho!”

Mães, eles não vão fazer tudo como vocês gostam, mas darão um jeito. E vai ser lindo. Se ele estiver fisicamente presente (muitos não estão), convide-o.

A importância de mãe e pai na vida dos filhos é fundamental para o desenvolvimento deles, mas em geral os homens nem sempre conseguem ser tão presentes como gostariam ou deveriam.

- Anúncio -

Houve um tempo, se pode dizer que nas décadas passadas, os pais ficavam mais distantes dos filhos, sem generalizar é claro, só que fazia parte do modo de vida daquela época.

Hoje em dia o pai está mais presente, moderno mais aberto para mostrar seu lado afetuoso, carinhoso sem precisar sempre impor sua presença como sendo um modo de impor respeito na casa. O homem moderno entendeu que pode sim, ser mais aberto sem que sua posição de respeito seja abalada.

As horas que precisar ser dedicadas ao trabalho pode levar o pai a se ausentar mais de casa e da presença dos filhos. Preocupados com a qualidade de vida da família, esses pais trabalham cada vez mais, porém não se pode deixar de vivenciar todas as fases dos filhos, desde o momento em que nascem.

Em seu post, Marcos Mion traz uma frase que muitas mães e avós falam para os homens quando pegam o filho recém-nascido no colo: “Dá aqui o bebê, deixa que eu cuido, antes que você faça uma besteira!”.

Esse tipo de frase que se perpetua por condição cultural, pode causar impacto e afastá-lo dos cuidados com o bebê, algo que é uma grande oportunidade para fortalecer os vínculos.

Disse Mion; “O que faz um pai de bolsa e mamadeira em punho, às 15h de uma quarta-feira, com este bebê no parquinho?!” Essa atitude deveria ser muito natural, sem nenhum motivo para parecer diferente.

- Anúncio -

Falando em diferente, Mion também tem sua opinião sobre escola inclusiva:

- Anúncio -

 “A escola não deveria achar que faz um favor para a criança especial ao incluí-la”.

Ele chama a atenção para um assunto muito sério sobre confiar mais na capacidade que os homens também têm para cuidar dos filhos, eles só precisam aprender, assim como acontece com as mamães de primeira viagem.

“mães, deixem o pai participar da vida do filho! Ele não vai fazer tudo como você gosta, mas vai dar um jeito. E vai ser lindo! Sabe por quê? Porque ele é o pai. Aquela criança é 50% você e 50% o pai. Ele tem o mesmo direito de opinar, participar, realizar funções e educar seu filho(a). Se você não gosta disso, bom, odeio ser eu a falar, mas você deveria ter pensado nisso antes da gravidez”, concluiu Marcos Mion.

Bem, ele está certíssimo, a criança cresce aprendendo do pai e da mãe as lições da vida para se sentir mais seguro e feliz.

Confira as declaração de Marco Mion que está lançando o livro” Pai de Menina”.

“Agora? Agora seu filho(a) precisa daquele cara tanto quanto precisa de você, e ele precisa da criança tanto quanto precisa respirar. Os que acham que eu estou exagerando não se permitiram viver e entender a paternidade. Sinto muitíssimo, meus caros. Eu tento muito acordar homens para essa oportunidade, que alguns deixam passar sem se dar conta e outros por não saberem por onde começar. O tanto de esposas marcando seus maridos nos meus posts me mostraram o cenário. Para dar um gás nessa mudança, lancei o livro Pai de Menina”.

“Não existe coração tão duro que não se derreta por um ‘eu te amo’ em voz de criança”, acrescenta.

 


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

A gente se apaixona pela forma como nos tratam

Mãe sai do coma após 23 dias ao sentir filho sobre o peito