Garoto é salvo de afogamento em piscina por sua irmã com paralisia cerebral

Garoto é salvo de afogamento em piscina por sua irmã com paralisia cerebral

Quem poderia imaginar que o amor de uma garotinha por seu irmão seria capaz e vencer o maior obstáculo da vida dessa criança, que é a paralisia cerebral, para salvar o irmão que estava se afogando na piscina.

A população da cidade de Dartmouth, na Escócia, pode comemorar a superação da menina Lexie Comeau-Drisdelle, uma garotinha que sofre de paralisia cerebral, sequer consegue falar, vive na cadeira de rodas, mas quando viu o irmãozinho, um bebê de 1 ano em perigo usou de todo o esforço para salvar a vida do pequeno que caiu na piscina.

O bebê estava sozinho e poderia ter se afogado, mas a irmã mais velha, Lexie, que angustia assistia o irmão se aproximando da piscina, usou o púnico recursos que poderia usar, ela gritou. Gritou tão forte que a avó estranhou o tipo de grito, parecia diferente, como se algo estivesse acontecendo.

A menina gritava sem parar enquanto apontava na direção da porta, para que a avó entendesse que o bebê Leeland estava em perigo.

O menino estava se afogando quando a avó entendeu operigo do acidente.

A mãe das crianças, Lexie e Leeland, Kelly Jackson contou como recebeu a notícia;

“Quando minha mãe me contou o que estava acontecendo, rapidamente olhei pela janela e lá, na borda da piscina, vi a cabecinha dele”, continuou ela; “Entrei em pânico e minha mãe rapidamente correu na direção dele e o puxou para fora.”

“Naquele momento, foi tão assustador. Nós pensamos que não ia acabar bem. Nós o abraçamos um milhão de vezes. Em dois segundos uma vida pode mudar e estamos agradecidos por Lexie ter sido tão rápida em nos alertar”.

“Você não precisa andar, falar e ter todos os seus sentidos. Você pode se fazer ouvir, e você ainda pode ajudar. E sim, ela salvou a vida dele”, disse a avó.

O ato heróico de Lexie Comeau-Drisdelle para salvar a vida do irmão, lhe rendeu homenagens de reconhecimento pelo esforço da menina, diante da condição em que vive.


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇