‘Estudei em casa e tirei mil’, diz aluna que alcançou nota máxima na redação do Enem

Gabriela Correa de Araújo foi uma das 55 pessoas em todo país a ‘gabaritar’ avaliação escrita da prova.

A estudante Gabriela Correa de Araújo, de 21 anos. Moradora da cidade de Toledo, no Paraná, passou o último ano estudando em casa para se preparar para a prova do ENEM.

Advertisements

Ela conta que antes chegou a frequentar escolas particulares e fez cursinho pré-vestibular, mas depois achou melhor tentar a vaga para medicina por contra própria.

“Tive muito apoio dos outros, é mérito meu e de todas as pessoas ao meu redor. Sou exceção dentro da comunidade negra e isso é triste. O que eu tive não foi apenas esforço e boa vontade, o que eu tive foram boas oportunidades.”

Ela contou que se surpreendeu muito ao saber que havia ficado entre os 55 que gabaritaram a prova de redação, nunca imaginou, mas que tinha ideia de que o tema seria algo como o que caiu: “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”.

“Era um tema que eu estava batendo na tecla faz tempo, pensando muito. Juntei um pouco sobre a questão dos dados e ditadura. Falei que estamos vivendo em uma ditadura dos dados e não estamos percebendo. Já tinha estudado muito sobre isso, era algo que estava acontecendo e sendo discutido” relata a estudante.

Gabriela contou que no dia da prova escreveu três versões diferentes da redação nas 5h30 que tinha de prova, e de acordo com ela o segredo para um bom desempenho em provas de redação é praticar leitura e escrita todos os dias.

“Eu escrevia todos os dias, isso me ajudou muito porque eu aprendi a colocar no papel o que está na minha cabeça. Se eu pudesse dar uma dica é que você escreva algo todos os dias, nem que seja só um parágrafo. Independentemente do tema que for. Saber escrever e estar acostumado a escrever já te coloca muito à frente dos concorrentes.”

Agora a estudante aguarda a data de inscrições para o Sisu 2019, na próxima terça-feira, dia 22. Com um desempenho que ela considera “razoável” nas outras provas e uma nota mil na redação, ela espera que, neste ano, consiga realizar o sonho de conseguir uma vaga em Medicina:

“Vamos ver o que vai acontecer. Espero que dê para conseguir uma vaga. Se não der, vou continuar tentando.”

Segundo o Inep, a média geral dos estudantes na redação foi de 522,8. Entre os concluintes, aqueles que estão no terceiro ano do Ensino Médio, a nota foi de 523,4.

Já entre os egressos, a nota foi menor, com 520,9. Por outro lado, entre os treineiros, aqueles que ainda não completaram o ensino médio e não estão no último ano, a nota foi a maior: 541,2. Um total de 112.559 alunos zeraram a avaliação.

Written by Ana Richa

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0