“Errei sim, manchei teu nome”, José Loreto admite erro e pede perdão publicamente; leia na íntegra

- Anúncio -

Depois de anunciar a separação o casal José Loreto e Débora Nascimento agitaram as rede sociais, e outra atriz foi apontada como pivô da separação.

Na noite desta quarta-feira (20), o ator José Loreto usou sua conta na rede social Instagram para fazer um desabafo e falar pela primeira vez sobre a confusão que virou sua separação.

A atriz e colega de elenco de Loreto, Marina Ruy Barbosa chegou a ser apontada como pivô e várias atrizes e amigas da ruiva, chegaram a deixar de segui-la nas redes sociais.

- Anúncio -

O ator diz que errou, mas diz que não aconteceu nada, e pede perdão a Débora e diz que quer reconquistá-la.

Leia na Integra:

“Errei sim, manchei o teu nome.”
Débora, você tem todas as razões para estar magoada comigo. Te dei motivos, indícios, diria que até provas, que eu mesmo, se estivesse no seu lugar, diria que são inquestionáveis. Mas a vida real às vezes surpreende até as “vidas de novela”. A realidade é cruel, tem conseqüências e verdades que não agradam à audiência. Na realidade do meu momento, preciso te dizer que não fui legal com você, cruzei fronteiras emocionais que hoje me arrependo profundamente. Não quero dar nomes, não posso fazê-lo. E também acredito que o reconhecimento de nossas falhas é um processo individual e intransferível. Sem contar que, apesar das evidências, eu te juro que nada aconteceu. Sei que é difícil de acreditar, mas nem sempre a verdade é translúcida. Peço perdão a você e à nossa filha, antes de quaisquer outras pessoas, pois vocês foram as verdadeiras vítimas da minha hesitação. Peço desculpas a todas as pessoas que, de alguma maneira, foram envolvidas neste espetáculo público que eu causei. Peço desculpas ao público que sempre me prestigiou por desapontá-lo. Peço desculpas a todas as mulheres que se sentiram ofendidas por essa situação. Peço a todos que, neste momento, me dêem a oportunidade de reencontrar o silêncio necessário para que a gente possa voltar a se ouvir. Peço ao universo que me ajude a te reconquistar, meu amor.

- Anúncio -
View this post on Instagram

“Errei sim, manchei o teu nome.” Débora, você tem todas as razões para estar magoada comigo. Te dei motivos, indícios, diria que até provas, que eu mesmo, se estivesse no seu lugar, diria que são inquestionáveis. Mas a vida real às vezes surpreende até as “vidas de novela”. A realidade é cruel, tem conseqüências e verdades que não agradam à audiência. Na realidade do meu momento, preciso te dizer que não fui legal com você, cruzei fronteiras emocionais que hoje me arrependo profundamente. Não quero dar nomes, não posso fazê-lo. E também acredito que o reconhecimento de nossas falhas é um processo individual e intransferível. Sem contar que, apesar das evidências, eu te juro que nada aconteceu. Sei que é difícil de acreditar, mas nem sempre a verdade é translúcida. Peço perdão a você e à nossa filha, antes de quaisquer outras pessoas, pois vocês foram as verdadeiras vítimas da minha hesitação. Peço desculpas a todas as pessoas que, de alguma maneira, foram envolvidas neste espetáculo público que eu causei. Peço desculpas ao público que sempre me prestigiou por desapontá-lo. Peço desculpas a todas as mulheres que se sentiram ofendidas por essa situação. Peço a todos que, neste momento, me dêem a oportunidade de reencontrar o silêncio necessário para que a gente possa voltar a se ouvir. Peço ao universo que me ajude a te reconquistar, meu amor.

A post shared by José Loreto (@joseloreto) on


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Encantadoras de homens: 5 qualidades das mulheres que os homens têm medo de perder

Estupro, tortura e perseguição: jovem baiana narra vida de terror com padrasto