Efeito Cinderela: mulher foi condenada a 28 anos de prisão por manter o enteado preso em um armário

O abuso a partir de pais adotivos, madrastas ou padrastos já é um caso estudado pela ciência e, infelizmente, esse menino de 5 anos se tornou vítima dessa triste realidade.

Como pode alguém cometer tanta maldade contra uma criança? Infelizmente as estatísticas dos casos de abuso infantil crescem em todo o mundo, quando na verdade não deveria nem existir. As crianças dependem dos adultos para protegê-las, cuidar, educar e dar amor, pena que muitos desses pequenos acabam se tornando vítimas da crueldade.

Tammi Bleimeyer, uma mulher de 37 anos, recebeu no Tribunal da Justiça a condenação de 28 anos de prisão, como pena da acusação de lesão grave em uma criança por omissão.

O menino de 5 anos, Jordan Bleimeyer, foi vítima de abusos dos pais, no caso o pai biológico, Bradley Bleimeyer e a esposa, Tammi Bleimeyer, madrasta da criança, o mantiveram trancado no armário de baixo das escadas, além de deixar o menino por longos períodos sem comida, na casa em que deveria estar abrigado e bem tratado.

Tudo o que a mulher fez com o menino foi com a permissão do pai, segundo as autoridades, por esse motivo ele também foi acusado e condenado pelos abusos.

O chamado efeito cinderela é o comportamento que alguns pais adotivos sofrem por influência no tratamento dos adotados ou enteados, que está longe de ser algo de bom e encantador, trata-se de um efeito perigoso e para as crianças por ações dos pais adotivos ou representantes, como no caso dessa madrasta.

O irmão mais velho do menino Jordan Bleimeyer foi o primeiro a comunicar as autoridades dos abusos que o casal cometia. Quando a polícia foi até a casa averiguar as denúncias, tiveram que procurar o menino em todos os cômodos, pois o casal não quis ajudar informando onde a criança estaria trancada.

A mulher foi para um hotel com o pai biológico de Jordan levando a criança. O serviço de inteligência da polícia entrou em ação rastreando o telefone. Foi assim que prenderam Tammi Bleimeyer e o marido, livarando a criança dos abusos.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇