21 provas de que em ‘Os Simpsons’ nada é por acaso

Os Simpsons é um sucesso no mundo inteiro e gira em torno da família, Homer o pai, Marge a mãe, e os filhos, Bart, Lisa e a bebê Marggie.

Mas muitos o que muitos fãs não sabem é que no desenho quase nada é em vão ou por acaso, e separamos 21 momentos curiosos.

1 – O homem que falou com a voz de Michael Jackson

Em uma conversa com um personagem doente mental que se dizia ser o Michael Jackson, a voz do homem era do próprio Michael que participou também de outros episódios dublando mas nunca quis levar isso à público.

2 – As semelhanças entre Homer e Krusty

O palhaço Krusty seria a essência mais profunda de Homer, o pai que Bart não respeita, que no fundo é o personagem que Bart mais ama.

3 – A expressão “D”Oh!”

Homer utiliza o bordão “D”Oh”, para exclamar, é uma expressão em inglês,
 que acabou entrando para o dicionário do idioma inglês da Oxford, devido ao sucesso que fez com o público.

4 – Matt Groening é representado no desenho

Matt Groening é o criador das séries de televisão Os Simpsons, e na série é representado pelo dono da loja de Gibis. Como ele mesmo explica: “Não sou eu realmente, o personagem reflete como as outras pessoas me veem”.

5 – Prevendo a epidemia do ebola

Vários fatos importantes do mundo foram ”previstos” no desenho, um deles foi a epidemia de ebola. Em um episódio de 1997, Bart está doente. Sua mãe entrega para ele um livro chamado “The curious George and the Ebola Virus”. 

6 – Previsão da cidade de Londres

No capítulo 19 da sexta temporada, que foi exibido em 1995, Lisa viaja para Londres. Ao lado da Ponte da Torre aparece um edifício muito semelhante com o prédio “The Shard”. O único problema é que o prédio só foi construído 14 anos depois. Mas uma vez, coincidência ou uma previsão real?

7 – Previsão de tecnologia

No episódio que Lisa vai a Londres seu namorado usa um relógio-telefone, algo que não existia na época.

8 – Chamadas de vídeo

Outra ‘previsão eram as chamadas de vídeo feitas por Marge e Lisa na viagem da filha, algo que só foi possível há pouco anos.

9 – “Guerra nas Estrelas” e “Alvin e os Esquilos”

Em 2009, um episódio da série mostrou pôsteres dos filmes “Guerra nas Estrelas” e “Alvin e os Esquilos” juntos. Mas os filmes só foram lançados em 18 de setembro de 2015.

10 – Qual é o carro do Homer?

Na abertura da série, Homer estaciona um carro clássico, mas na versão dos capítulos 15 da temporada 17, foram gravados com pessoas reais e o carro usado foi um Lada 2015

11 – Quanto vale a Maggie?

De acordo com pesquisas a cena em que a bebê é passada em uma caixa registradora, representa o custo com uma criança e o valor que aparece no desenho seria a média da época.

12 – Respeitando as leis

Na nova abertura de 2009 a bebê ganhou uma cadeirinha de bebê de acordo com as normas de trânsito.

13 – Acompanhando a tecnologia

A TV da família acompanhou a tecnologia e na nova abertura o televisor antigo foi substituído por uma tela plana.

14 – O sofá

O tempo que eles ficavam no sofá nas aberturas variava de acordo com os episódios mais longos ou mais curtos.


15 – Por que diabos tinha um cachorro em “Comichão e Coçadinha”?

A Fox pretendia apresentar o novo personagem do desenho animado “Comichão e Coçadinha”, no episódio The Itchy & Scratchy & Poochie Show. Eles então pediram aos roteiristas de Os Simpsons para acrescentarem o cachorro.

16 – Os Simpsons não são amarelos por acaso

A cor totalmente diferente dos personagens não foi por acaso, e o criador do desenho explica o porquê:

“na hora de escolher a cor, eu não queria as cores convencionais de desenhos animados. Uma animadora apareceu com os Simpsons amarelos e, assim que ela me mostrou, eu falei: ‘Esta é a resposta!’. Quando você estiver zapeando pelos canais com o controle remoto, e piscar um flash de amarelo, você vai saber que está assistindo ‘Os Simpsons'”.

17 – A origem do nome Bart

O personagem chamado de pirralho, é simplesmente um anagrama da palavra “brat”, que significa exatamente pirralho.

18 – Os nomes da família

Quer saber o nome da família de Matt Groening? Sua mãe se chamava Margaret Wiggum, que inspirou o nome de Marjorie Simpson, a Marge. Já seu pai se chamava Homer Groening (nem precisa de explicação). As irmãs de Groening se chamavam Lisa Groening e Margaret Groening, ou Maggie. Sua terceira irmã se chamava Patricia Ann Groening, que foi quem inspirou o nome de Patty, irmã de Marge.

19 – Só existem dois personagens com cinco dedos no seriado

Na série apenas Deus e Jesus têm cinco dedos, para garantir um tom de superioridade e perfeição.

20 – O nome “Springfield”

Matt Groening explicou em 2012 a razão do nome para a revista Smithsonian: “Percebi que Springfield é um dos nomes de cidade mais comuns nos Estados Unidos. Antevendo o sucesso do programa, eu pensei: ‘Isso vai ser legal, todo mundo vai pensar que é a sua Springfield’. E pensam mesmo”.

Ele também revelou que a inspiração era a Springfield de Oregon, que fica perto de Portland, onde Groening passou parte da sua infância.

21 – Referência em “Os Miseráveis” e Twin Peaks”

Quando o personagem Sideshow Bob é preso, ele recebeu o número 24601. Esse é o mesmo número de identificação do diretor Skinner quando ele se torna prisioneiro no Vietnã. Isso é uma referência de Hank Jennings na série “Twin Peaks” e aos números de Jean Valjean em “Os Miseráveis”.


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇