Um dos suspeitos da morte de Daniel deixa a cadeia em São José dos Pinhais

Um dos suspeitos de envolvimento na morte do jogador Daniel foi solto em São José dos Pinhais

Eduardo Purkote Chiuratto, de 18 anos, que era uma das sete pessoas presas envolvidas na morte do jogador Daniel Correa Freitas (24), teve a prisão preventiva revogada pela justiça e foi solto, na tarde da última segunda-feira (26).

Ele estava detido desde o último dia 15, e sobre ele pesam as acusações de lesão corporal grave, pois ele teria participado das agressões dentro da casa da família Brittes.

Os outros permanecem presos.

Veja as acusações imputadas a cada um de acordo com o inquérito policial entregue ao Ministério Público dia 21 de novembro:

Edison Brittes: homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver (pena = 12 a 30 anos e 1 a 3 anos, e multa, respectivamente)

Cristiana Brittes: homicídio, coação de testemunha e fraude processual (pena = 6 a 20 anos, 1 a 4 anos e 3 meses a 2 anos, e multa, respectivamente)

Allana Brites: coação de testemunha e fraude processual (pena = 1 a 4 anos e 3 meses a 2 anos, e multa, respectivamente)

Eduardo da Silva: homicídio qualificado e ocultação de cadáver (pena = 12 a 30 anos e 1 a 3 anos, e multa, respectivamente)

Ygor King: homicídio qualificado e ocultação de cadáver (pena = 12 a 30 anos e 1 a 3 anos, e multa, respectivamente)

Deivid Willian da Silva: homicídio qualificado e ocultação de cadáver (pena = 12 a 30 anos e 1 a 3 anos, e multa, respectivamente)

Eduardo Purkote Chiuratto: lesões graves (pena = 1 a 5 anos)

Eduardo Purkote Chiuratto foi solto nesta segunda-feira (Foto: Reprodução/RICTV)

Jogador Daniel foi encontrado morto no dia 27 de outubro — Foto: Reprodução

Do lado esquerdo (família Brittes) e do lado direito (Eduardo Purkote). O grupo se reuniu em um shopping após o crime — Foto: Reprodução


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇