Polícia confirma que corpo encontrado na Bahia, é de bebê levado da creche pelo pai no DF

Samuel Ferreira, diretor do Instituto de Pesquisa de DNA Forense da Polícia Civil do DF (IPDNA), é do pequeno Bernardo Osório, de 1 ano e 11 meses.

O bebê estava desaparecido desde o dia 29 de novembro, quando seu pai,  Paulo Roberto de Caldas Osório o pegou na creche na Asa Sul no DF, e desapareceu com a criança.

“Utilizando de técnicas avançadas de genética forense, os exames foram concluídos em menos de seis horas, inclusive com o laudo já redigido, confirmando a identificação genética”, afirmou Ferreira.

Segundo informações da polícia, Osório já confessou o crime. Ele contou que deu remédios controlados para o filho, desmanchados em um suco de uva.

No mesmo dia do desaparecimento da criança, Paulo Roberto Osório, o pai, mandou mensagens de texto e de áudio para Tatiana Silva, a mãe do menino. As gravações revelam que ele tinha desavenças com a ex e com a avó da criança, e dizendo que elas não veriam mais a criança.

Na quarta (4), Osório passou por audiência de custódia em Brasília. O juiz Fellipe Figueiredo de Carvalho converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva – por tempo indeterminado.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Written by Ana Richa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Isis Valverde posta foto amamentando seu bebê sexualizada e desabafa: “nojo”

Mãe descobre hacker falando com sua bebê pela babá eletrônica