Pai diz que filho ‘não se alimenta’ após ser estuprado dentro de clube

- Publicidade -

O homem foi flagrado dentro de box de banheiro do Sesc Santos, em São Paulo, com menino de 13 anos.

- Publicidade -

O homem que têm 52 anos, e é assistente técnico foi preso depois que o pai de um menino de 13 flagrou ele com seu filho dentro de um box do vestiário do clube, onde a família estava na piscina.

- Publicidade -

Segundo o pai da vítima, o filho brincava com ele na água, quando se deu conta que havia esquecido a carteira dentro do vestiário e foi lá para pegá-la.

Estranhando sua demora o pai foi atrás, e ao chegar no local não viu o filho, só seus pertences, ele então começou a chamá-lo batendo nos box de banho.

- Publicidade -
- Publicidade -

Foi quando o homem sem saída, acabou abrindo a porta e o pai viu o filho sem roupa tomando banho com o homem.

Ele acionou a polícia e o homem foi preso no local.

- Publicidade -

Na manhã desta segunda-feira (4), em entrevista ao G1 ele disse que seu filho parou de se alimentar desde o ocorrido.

“Ele não se alimenta, fica de canto, não quer saber de nada e não quer nem ir para a escola”, diz o pai, que prefere não se identificar. Ele afirma que a criança e o suspeito não se conheciam, e completa que aquela era a segunda aula do filho na piscina do clube.

- Publicidade -
- Publicidade -

O pai diz que nunca pensou que isso poderia acontecer, e que ao procurar o filho não imaginava.

“Jamais ia imaginar aquilo. Jamais”

- Publicidade -

“Eu conheço muito bem o meu filho. Eu acompanho ele na escola. Tudo o que a defesa alega não cola. Não tem explicação um adulto ficar preso no box com um menor. O que ele [suspeito] vai argumentar?”, questiona.

De acordo com o G1, quando o menino entrou no local, o homem já estava la dentro, ele teria o puxado para dentro da cabine, tirou a sunga e disse para a criança fazer sexo oral nele.

Quando o pai chegou, ele teria tapado a boca da criança, para que ele não fosse descoberto.

O advogado de defesa nega que seu cliente tenha puxado a criança para dentro da cabine, e diz que o homem está com medo de retaliações.

Ele foi desligado do clube pela administração do Sesc.

- Publicidade -

- Publicidade -